Chico Buarque, o jovem de 72 anos

Chico-Buarque1

Chico Buarque é um jovem. Ele faz 72 anos hoje e representa bem a geração #Novos70, que trabalha, curte a vida, ri de si mesmo, vive. Sabe que, apesar de ter escrito muitas músicas, contos, poemas e até novelas, ele só publicou de fato o primeiro romance, Estorvo, aos 47 anos? Era um #Novos40, quando estava nessa fase, com certeza. Sobre essa juventude de alma dele, tem um texto publicado hoje no Brasil 247, chamado “Chico Buarque e a Juventude dos que Passamos dos 60“, muito bom. Aliás, ele continua sendo, aos 72 mesmo o galã dos sonhos de muita gente, viu?

Então vamos deixar de “pra que isso’ e  celebrar o aniversário de Chico Buarque de uma forma ótima: escutando algumas de suas músicas. Confere aí!


Saltimbancos, porque quem foi criança entre as décadas de 70 e 80 possivelmente começou a escutar Chico Buarque por aí


Sabem que boa parte das músicas do filme “Saltimbancos Trapalhões” também é de autoria de Chico Buarque, né?


O primeiro disco, “Chico Buarque de Hollanda”


A “Ópera do Malandro”, maravilhosa!


Entre as minhas músicas preferidas, da vida toda


O último trabalho, até este momento, “Chico”

Pra completar, um vídeo sensacional, que não é de músicas de Chico, mas dele rindo dele mesmo e dos comentários maldosos que fazem a seu respeito, na internet, inclusive do povo chamando ele de velho e dizendo que está bêbado. Ele gargalha super e isso é fantástico, serve de exemplo pra gente. Vamos rir da gente mesmo, povo! :D

Hahaha…o povo é ruim pra danar e ele só ri! É isso aí! Feliz aniversário, Chico!

Veja mais sobre ele aqui.

Lição de uma dançarina de 102 anos: boas lembranças

Essa senhorinha na cama é a Alice Baker, de 102 anos. Durante a época do Harlem Renaissance (Renascimento Harlem), movimento cultural que aconteceu nos Estados Unidos entre o final dos anos 1920 e inicio dos 1930, que atraía atenções para a cultura negra e seus artistas, ela era dançarina.

Então levaram para Alice alguns vídeos em que ela aparece dançando em várias apresentações – uma coisa realmente linda! Eis que ela não só se reconhece, como se anima bastante e acha tudo fabuloso! Mas fiquem atentos ao que ela diz: “Eu costumava dizer para mim mesma: ‘eu estou sendo paga para fazer algo que eu gosto de fazer e que faria de graça, simplesmente porque eu me divertia fazendo“.Aliás, em outro momento do vídeo (no 3:25), quando perguntada sobre o que sentiu em ver a si mesma dançando, nos vídeos, ela responde> “Eu gostaria de poder sair dessa cama e fazer tudo de novo“.

Enfim, investir em bons momentos, em fazer coisas que se gosta, como se pode ver, é importante não só no presente, mas também para ter boas lembranças no futuro! Uma boa lição para quem, com nós, está nesse início de fase dos anos “enta”. Que a gente cultive cada vez mais bons momentos, assim como os de Alice, para sorrir bastante, mais tarde.