Advanced Style – o documentário

advanced style estilo idosas ícones moda documentário blog senhoras

Vocês já viram o documentário Advanced Style? É de 2014, mas vi ontem, na Netflix. É um trabalho do fotógrafo Ari Seth Cohen, que tem um blog de mesmo nome, que mulheres de idade bem avançada mesmo – “advanced age” – com muito estilo – daí o “Advanced Style”.

É um trabalho interessante não só por mostrar pessoas idosas que se vestem de modo elegante e/ou extravagante, mas porque tem uma baita lição de vida, resumida em: vou ser feliz e não dou a mínima para quem não gostar. Elas são incríveis e deixam bem claro: se vestem daquele jeito porque se sentem bem. Elas são inspiradoras, isso sim! A melhor parte é que nem é necessário passar dos 60 anos pra seguir o exemplo, seja de moda ou de MODO de viver. Só pra você ter uma ideia, pesquei essas frases inspiradoras do documentário:

“Eu nunca quis parecer mais jovem, eu quis parecer ótima!”  (Joyce Carpati, 80*)

“Quando uma pessoa envelhece. Não é para se criticar tanto. Eu nunca fui crítica demais em relação a mim mesma, porque eu sentia “bem, é isso que eu sou e nao há nada que eu possa fazer a esse respeito” (Zelda Kaplan, 95)

“Eu me visto todos os dias para o teatro da minha vida” (Lynn Dell, 80)

Algumas dizem que não eram assim quando mais jovens, que só se sentiram mais autoconfiantes e com autoestima em alta quando já estavam na casa dos 70! Ou seja: nós, que estamos na casa dos 40, estamos em tempo de mudar o que não agrada em nós mesmos.

Dê um jeito de ver esse documentário agora! Vai ser bom para você. Veja o trailer abaixo:

Homens, não fiquem enciumados, parece que uma versão masculina do documentário já está sendo preparada. Há outros blogs com essa temática, também bem bacanas – depois trago aqui. Enquanto isso, visite o Advanced Style.

* idades à época em que o documentário foi gravado

Babilônia: amor em qualquer idade

beijo babilônia fernanda montenegro natália timberg

Entre muitos assuntos que pipocam nas redes sociais – e como tem pipocado assunto! – um se tornou destaque desde ontem à noite: o beijo das personagens de Natália Timberg e Fernanda Montenegro, logo no comecinho da nova novela da Globo, Babilônia.Claro que o auê todo, com toda justiça do mundo, foi principalmente por ser a representação de um relacionamento gay, de longa data, por duas das maiores atrizes brasileiras.

 Mas esse casal também traz um outro tema bem relevante para a TV: o amor na terceira idade. Veja bem: as atrizes – e as personagens, creio – tem mais de 80 anos de idade e se beijam, trocam carinhos, andam de mãos dadas. Elas se amam! Lembrei que um dia desses, por acaso vendo BBB (não é coisa de “intelectual-não-vejo-BBB, é só porque no horário estou vendo CSI ou Criminal Minds mesmo rs) tinha uma das participantes dizendo que a pernambucana Mariza, que tem 51 anos não aguentaria mais uma noite de sexo “seria pra matar a velha”. Não sei de que planeta vem a menininha que falou isso, mas, se ela chegar aos 50, coitadinha.

Pessoas mais velhas, assim como as mais novas, amam, procuram amor, fazem sexo, se apaixonam e querem curtir tudo isso. Não há idade pra coisas assim! Espero que Babilônia coloque isso em evidência!

Imagem: GShow