Forneria 1121: além do forno

Dia desses fui convidada para ir à Forneria 1121, restaurante jovem, mas bem conhecido aqui no Recife principalmente por causa das suas ótimas pizzas. O objetivo era conhecer o novo cardápio da casa, elaborado pelo chef Lelo Rosa. Fui surpreendida, porque ele transformou 70% do menu do lugar e trouxe novidades bem arrojadas.

Quando digo arrojadas,quero dizer que ele foi além do forno que faz a fama da casa. A salada caprese transformada em uma musse maravilhosa, por exemplo, ou a lula crocante com maionese de lemon pepper, deliciosa! Pra dar um clima especial, uma legítima raclette, com o cheiro do queijo derretido invadindo o lugar e despertando ainda mais o apetite (acompanha batatas rústicas, presunto cru, torradas com zattar e aspargos).

De principal experimentei três (!!!) pratos: pescada amarela com risoto de abobrinha e espuma de limão siciliano – que refrescância!-, nhoque defumado com espuma de parmesão (ainda sonho com ele) e um maravilhoso mignon de cordeiro. Pra completar, de sobremesa, um surpreendente brigadeiro com BACON, mistura inusitada e deliciosa!

Claro que, como não poderia deixar de ser, pela tradição da casa, a Forneria 1121 também está com novidades no cardápio de pizzas. E, se eu fosse você, apostaria nos drinks da casa – o Red & Yellow que eu tomei é sensacional!

Então fica a dica de um lugar pra conhecer, aos que nunca foram, e para voltar, aos que ainda não conheceram as novidades do cardápio. Afinal, ser positivamente surpreendida é sempre algo bom a ser encontrado em um restaurante, certo? O lugar é na avenida Rosa e Silva, zona norte do Recife e a fanpage pra você ver mais sobre a casa está aqui. Os pratos que experimentei eu mostrei no Instagram do Novos40.

Show: 20 anos de O Grande Encontro

Ainda estou de férias e hoje vou a um show lindo: O Grande Encontro 20 Anos, com Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo. Eu ainda tenho os CDs (!) daqueles shows de décadas atrás, lindos de se acabar, mas não havia ido a eles. Então esta será a noite de cantar junto e me emocionar com essas três estrelas da música brasileira (no primeiro CD também tinha Zé Ramalho, mas ele saiu do projeto, infelizmente).

O show será esta noite no Classic Hall, aqui no Recife, e está com uma novidade maravilhosa: ingressos sociais pra ajudar os desabrigados da chuva, por 30 reais + 2kg de alimentos não perecíveis. Bora, gente? Vai ser massa!

Pra já ir entrando no clima, olha aí o link para as músicas do show no Spotify:

P.S. Agradecimentos à assessoria do show pelos ingressos <3

Para começar as férias: pipoca!

Estou de férias! Sem planejamento, provavelmente sem viajar, mas com muito descanso, sem hora pra acordar, achando todos os dias muito bons! Começaram na terça-feira (16/05) e vão até o dia 15 de junho, então ainda tenho um bom tempo pela frente. Qual não foi a minha surpresa, justo no primeiro dia recebi presente! Pipoca!

Não pipoca comum, mas da Blend Pipoca Gourmet. Vem numa lata linda, é sem aromatizantes, colorantes artificiais ou conservantes, e vem em vários sabores super diferentes: eu recebi as de Cocada e Caramelo&Flor de Sal, mas também tem Churros, Avelã&Cacau e Chocolate ao Leite. Crocantes, gostosas, saudáveis (não são fritas), diferentes…gostei do jeito que comecei o meu #ProjetoFérias40,

Festival Vegetariano Delícia, no Recife

Paella de Vegetais. Foto de Gustavo Gloria (Divulgação)

Olha aí a oportunidade de conhecer comida vegetariana e saber que ela pode ser cheia de sabores deliciosos: começa hoje a segunda edição do Veggie’s Life, festival vegetariano que o Grupo Cantu, de hortifruti, faz com o restaurante Dali Cocina.

Quem comanda tudo é o chef Robson Lustosa, que fez dois menus para a ocasião, ambos com entrada, prato principal e sobremesa (59,90 reais, cada menu completo). Um cardápío é ovolactovegetariano e outro totalmente vegano. É bem interessante ser surpreendida e ver que esse tipo de comida vai bem além das saladas.Entre os pratos estão “polpettini de cogumelos ao creme de ervas com julienne de crêpe”, “kafta de lentilha”, “bricks de cogumelos e algas com molho de tofu e gergelim” e sobremesas, como o “gateau de cacau, banana e nozes com calda de caramelo e cacau”, entre outras maravilhas.

Gateau Cacau. Foto de Gustavo Gloria (Divulgação)

Acho que o Veggie’s Life é, obviamente, maravilhoso pra quem já é vegetariano/vegano, mas é principalmente a oportunidade para trazer algo novo e saudável ao paladar de quem come de tudo, mas quer algo diferente que seja, ainda por cima, saudável. Então aproveita, que o festival começa hoje e vai até o dia 16 de abril – tanto para almoço como para jantar.

Saiba mais sobre a Cantu e sobre o Dali Cocina.

Um dia de luxo e relax no day use do Enotel Porto de Galinhas

Você sabia que pode ter um dia de luxo e lazer em um bom hotel sem estar necessariamente estar hospedado no lugar? São os Day Use, que vários lugares adotam, para que a pessoa possa usufruir da estrutura de lazer do espaço. Na sexta-feira passada mesmo eu passei o dia com amigos do trabalho no day use do Enotel Resort Spa de Porto de Galinhas, aqui no litoral sul de Pernambuco – resort onde eu já havia ido, há alguns anos, mas que nunca havia visitado nesse esquema.

Cada resort ou hotel tem um tipo de day use, em que estão inclusos serviços que acham mais convenientes ao hóspede temporário. No caso do Enotel achei o mais vantajoso, em todos os sentidos: por 250 reais, simplesmente all inclusive, ou seja: usufruir das piscinas (muitas!), quadra, campo, além de todas as comidas e bebidas (inclusive importadas) do lugar. Diversão e satisfação certas!

Pra quem quer se dar ainda mais prazer, pode escolher, a partir de 80 reais, um dos programas do Leger SPA do resort e partir para o total relax! Aqui você vê o “cardápio” do day spa do Enotel…já começo a sonhar com esse relaxamento de novo só de olhar!

O Enotel foi recentemente ampliado e conta com quase 350 quartos, restaurantes temáticos, bar, boate, fitness center, quadras, campo de futebol, várias áreas para crianças e um sem número de piscinas – incluindo de ondas e de correntezas, daquelas pra ficar relaxando com a sua boia.

Eu e meus amigos do trabalho tivemos no Enotel a melhor confraternização de todos os tempos! Um dia inteiro usufruindo das piscinas, com bebidas e petiscos o dia inteiro, almoço, música, alegria, em um ambiente extremamente organizado e funcionários super prestativos e zero estresse. Se você, do alto dos seus Novos40, procura um lugar pra festejar, relaxar, ficar bem em uma das mais belas paisagens do Brasil, recomendo muitíssimo o lugar.

Serviço – www.enotelportodegalinhas.com.br/

Cinco sentidos na Gastronomia

festival cinco sentidos

O que pode acontecer quando restaurantes de alta qualidade se reúnem em um só propósito? Só pode sair coisa boa! Pois é isso que acontece no Festival Cinco Sentidos, que junta os restaurantes pernambucanos Nez Bistrô, Cucina De`Carli, La Pecora Nera, Buca Trattoria, Dali Cocina e Oma Patisserie Bistrô. que vêm com menus com entrada, duas opções de principal e sobremesa, onde cada prato ressalta um dos sentidos.

Mais que apenas um festival como todos os outros, este ressalta o relacionamento já estreito que essas casas têm entre si, uma vez que já há algum tempo se uniram para compartilhar ideias e até fazer compras juntos e fazer intercâmbio entre profissionais da casa. O objetivo é o constante incremento da qualidade do que oferecem.

No Festival Cinco Sabores (88 reais, a experiência, com entrada, prato principal e sobremesa),  Cada prato de cada casa estimula um sentido. Por exemplo, enquanto o Sformato de Funghi, entrada do Cucina Di Carli, estimula a audição, os Buñuelos de chocolate, sobremesa do Dali Cocina, promovem o olfato. Outros exemplos: o Crostoni Bagnato do La Pecora Nera estimula o tato e o Beef Ancho do Buca Trattoria é para surpreender o paladar. Quem opta pelo cardápio Cinco Sentidos ainda leva pra casa de lembrança uma panelinha de cerâmica exclusiva do Festival. Curti a ideia. O Festival vai até o próximo domingo (18/12).

 

Sobre hambúrgueres, cervejas e harmonização

kwai-hamb-harmonizar-cervejas

kwai-hamburguer-harmonizacao-cervejas

Comer e beber estão entre as melhores coisas da vida, mas taí uma coisa que estou aprendendo a fazer só depois dos 40: harmonizar alimentos e bebidas. Admiro quem sabe fazer. Aliás, não é coisa que é feita só com vinhos, sabia? Pode ser também com uísques, espumantes, cafés e cervejas, por exemplo. E foi para uma harmonização de cervejas com hambúrgueres que fui convidada a ir dia desses, na Kwai hamburgueria, que recentemente  ampliou a sua carta de cervejas especiais, e ganhei uma verdadeira aula!

De início parece uma bobagem, mas é algo químico mesmo, sabe? Cheira a cerveja e é uma coisa, morde o sanduíche e cheira a cerveja e já se transforma, morde o sanduíche e toma um gole da cerveja e tudo muda outra vez! O sabor que era um pouco picante fica forte ou fica mais doce…impressionante. Tudo se transforma completamente conforme passa pelas papilas gustativas e o modo como isso é formado é que torna esse processo genial!

Na noite de harmonizações da Kwai eu tomei as cervejas Ashby Hops Clara, acompanhada do BurgueGiana – uma espécie de hambúrguer a parmegiana: a Heilighe APA, que tem sabor cítrico, e acmpanhou o Citra Burger, que tem, na combinação, um incrível barbecue de tamarindo com lúpulo citra e, ainda, a Backer Brown Ale, com o Turbacon, que leva, obviamente, bacon e queijo gouda. Bem, já fica aí a sugestão pra deixa o domingo bem gostoso! Pra mima, a harmonização de cervejas contou como uma nova experiência #depoisdos40. 

Impressões sobre a Casa Cor Pernambuco

Há anos eu não visitava a mostra Casa Cor Pernambuco – edição estadual da maior mostra de decoração e arquitetura do país. Este ano, aqui no Recife, ela está em um casarão do século XIX, no elegante bairro das Graças, zona norte da capital pernambucana. Visitei a casa na semana passada e devo voltar outras vezes, pra rever detalhes, mas resolvi enumerar coisas que me chamaram mais atenção num primeiro momento:

  • O dourado voltou com tudo! Está nas torneiras, luminárias, lustres, almofadas e até em papeis de paredes. Vai dos tons mais discretos àqueles bem suntuosos, pra não deixar dúvidas que quer reinar. Mas, ao contrário do que possa parecer, não ficou over nem brega, está bem dosado em quase todos os ambientes, de modo elegante e sofisticado.
Ambiente de Zezinho e Turíbio Santos na Casa Cor (foto: fanpage do escritório dos arquitetos)

Ambiente de Zezinho e Turíbio Santos na Casa Cor (foto: fanpage do escritório dos arquitetos)

  • Enquanto muitos arquitetos e decoradores parecem ter medo de pesar na mão, e acabam optando pelo clean excessivo, Turíbio e Zezinho Santos – que trabalham juntos pela primeira vez na Casa Cor – trazem um ambiente quase kitsch. Veja isso como um elogio, pois senti o lugar como divertido, com sentimento, com cores, daqueles onde você até esquece que está numa mostra de decoração e é capaz de tirar os sapatos, sentar no tapete, encostar no sofá de estampa de samambaia e ficar escutando música e batendo um papo, de boas.
  • Não tem ambiente “fraco”. Se fosse uma competição seria bem difícil escolher um melhor. Todos se esmeraram em fazer o melhor.
  • Muitos ambientes têm sistema de automatização. Telões que parecem descer de lugar nenhum, aparelhos que podem ser programados para ligar e ser desligados antes mesmo que eu chegue em casa, temperatura do jeitinho que a quantidade de convidados que está na casa pede…enfim, uma gama de possibilidades que até pouco tempo atrás era inimaginável e que pode nos trazer muito conforto, comodidade e até segurança. Uma dessas empresas é a Morhar, que está em nada menos do que oito ambientes da Casa Cor Pernambuco! Vale curtir a página da empresa! ;)
  • Eu moraria lindamente no loft do hóspede de Humberto e Analice Zírpoli.
Foto: Gleyson Ramos para Casa Cor (fanpage Casa Cor)

Foto: Gleyson Ramos para Casa Cor (fanpage Casa Cor)

  • Os jardins da casa estão cheios de várias obras de arte popular que são do acervo pessoal do arquiteto Carlos Augusto Lira. Não é a todo momento que se tem o privilégio de ver essas peças, portanto, aproveite.
  • Falando nisso, o Sebrae está com uma loja para venda de obras de arte de artistas plásticos pernambucanos, dentro da Casa Cor. Talvez você perceba algo diferente algo do que está acostumado em relação a arte popular: peças contemporâneas. Desejei várias coisas por lá.
  • A Casa Cor é uma mostra que reúne arquitetura, decoração, paisagismo e tem vários outros profissionais envolvidos – pedreiros, marceneiros, artesãos, encanadores…fiquem atentos aos detalhes.

A Casa Cor está aberta ao público, com ingressos a 38 reais (19 reais a quem paga meia entrada). Mais que uma mostra de decoração, é sobre como vivem pessoas, é também para despertar ideias criativas e até para despertar também novos modos de pensar nosso jeito de viver – afinal, é sobre isso também que trata esse blog, não é? Veja mais na página da Casa Cor Pernambuco no Facebook.

Dali Cocina tem Veggie Gostoso e Sofisticado

dali

O restaurante Dali Cocina já apareceu aqui no blog e, já deixo avisado, deverá aparecer outras vezes, já que é um dos meus preferidos aqui no Recife. Desta vez vem por um motivo diferente: apesar de ser uma casa conhecida pela cozinha mediterrânea, agora venho falar do Festival Vegetariano que o restaurante promove a partir de hoje, em parceria com a Cantu (empresa de distribuição de alimentos, aqui, com vegetais), com pratos simplesmente incríveis, de tão bons!

Normalmente quando as pessoas pensam em comida vegetariana é comum ´imaginar algo como saladas sem graça, sem muita variedade, né? Bom, devo dizer que, apesar de não ser vegetariana, de comer o que me dá vontade e acho que me faz bem, tenho a boa sorte de encontrar pratos vegetarianos e até veganos (sem nenhuma proteína animal) bem criativos e saborosos. Mas esses que encontrei no Dali Cocina ainda consegue atingir outro ponto, além de saúde e sabor: sofisticação.

Veggie’s Life, festival de cozinhas vegeteriana e vegana do Dali, tem pratos do próprio chef da casa, Robson Lustosa, que foi primoroso e extremamente cuidadoso nos preparos dos pratos, uma vez que não pode haver, no caso do veganismo, por exemplo, o uso de utensílios que tenham sido utilizados para manipulação de produtos de origem animal.São dois cardápios, um restrito vegano e outro ovolactovegetariano, ambos a 42,90 reais. Para este último há a opção de harmonizar com vinhos, ficando por 69 reais. No cardápio vegano a entrada é Carpaccio de melancia e figo da Índia com mesclun de endívia, agrião e pastrique de goiaba; o prato principal, ‘Millas de milho verde com ragoût de feijão branco, cogumelos frescos e radicchio grelhado’ ou “Barbacoa de grão de bico ao molho de tofu e ervas com couscous de quinoa e legumes’ (divino!) e a sobremesa, ‘Flambée de banana pacovan com sorbet de abacate e caramelo salgado’.

Já os que optam pelo cardápio ovolactovegetariano, um pouco menos restrito têm como entrada ‘Quenelles de queijo de cabra ao creme de cenoura e aspargos” (não vou mentir, eu pedi uma “tapaué” desse prato e voltarei lá pra cobrar rs); as opções de principal são ‘Roulade de berinjela e lentilhas ao vélouté de abóbora kabocha com panaché de legumes’ e “‘Macarrons de shitake fresco e batata trufada ao molho de gryére e mostarda com mousseline de ervilha” (outro prato de que eu também adoraria ter uma “tapaué”) e, para sobremesa, uma divina ‘Bavaroise de manga haden com coulis de mirtilo e cassis’.

Se você ainda tem algum preconceito em relação a comida vegetariana, o momento de experimentar algo nessa área que eu garanto que não vai se arrepender é nesse festival do Dali Cocina. Veja bem: eu garanto! Estou usando o meu blog pra isso: se você chegou aos 40 anos de idade e ainda não experimentou um prato vegetariano pra chamar de delicioso, a hora é essa, o momento é já! ;)

P.S. Lá no almoço pra jornalistas e blogueiros eu ganhei um presentinho da Cantu e depois conto aqui o que fiz com o presentinho. ;

Imagens: Dali Cocina

Evento BORA! no Paço Alfândega

Sexta estive no Paço Alfândega, “shopping” no Recife Antigo para visitar a quarta edição do Espaço BORA!, uma junção de gente bacana com ideias criativas em vários segmentos: moda, decoração e outras  cositas mas. Tem vestidos, saias, almofadas, móveis, camisas, camisetas, jarrinhos e até gente tatuando na hora. Fiz algumas fotos – poderia ter feito muito mais, mas me encantei tanto, que parei pra ficar só admirando, vai me desculpando aí, gente. Vai olhando aí!

evento-bora-paco-1

evento-bora-2

evento-bora-3

evento-bora-4

O que comprei: uma camisa da Perro Clothing (sim, de novo, porque são lindas e confortáveis) e um ímã da Mulher Maravilha de Thaís Cavalcanti, porque o traço dela é super delicado – quero uma almofada da Mulher Maravilha, tá decidido! Desejei alguns vestidos e um Santo Antônio florido (sem nem católica ser, mas me dão tanto do santinho casamenteiro, que acabei nutrindo um carinho por ele hahaha). O evento também tem DJ, tatuador, lanche e cerveja, tá? Acaba sendo um passeio diferente pra apreciar arte, gente bacana e fazer boas compras. Se eu fosse você iria. Mas aproveita, que é só até hoje. Se liga na página do Espaço Bora! no Facebook e se programa pra esta tarde! Aliás, ele bem que poderia ser permanente, com artistas e coletivos circulando, né? Fica a dica pro Paço.