Marion Cotillard, 41, grávida

marion-cottilard

A atriz francesa Marion Cotillard anunciou há poucos dias que está grávida do seu segundo filho, isso poucos dias depois de ter sido jogada no meio de um dos boatos da separação de Brad Pitt e Angelina Jolie (e logo ter dito que não tem nada a ver com o assunto do casal). Cotillard, que tem 41 anos, é conhecida, entre outros filmes, pelos seus papeis em Piaf (pelo qual ganhou o Oscar), Inception e Big Fish, entre outros.

Foi ela mesma que anunciou a gravidez, há duas semanas, pelo próprio Instagram, com um post com verdades bem ditas pra quem estava dizendo o que não devia, já que ela acabou falando nisso só porque estavam dizendo que ela seria o pivô da separação do casal Brangelina (isso porque ela está lançando um filme com ele)!

marion-cotrillard-post-pregnant

“Esta vai ser minha primeira e única reação à notícia-turbilhão que quebrou 24 horas atrás e que eu estava preso em mim. Eu não estou acostumada a comentar sobre coisas como esta, nem levá-las a sério, mas que esta situação é uma espiral e afetando pessoas que eu amo, eu tenho que falar. Em primeiro lugar, muitos anos atrás, eu conheci o homem da minha vida, pai do nosso filho e do bebê que está esperando. Ele é o meu amor, o meu melhor amigo, o único que eu preciso. Em segundo lugar àqueles que têm indicado que estou arrasada, estou muito bem, obrigada. Essa conversa elaborada não é angustiante.
E a todos os meios de comunicação e os inimigos que são rápidos para julgar, eu sinceramente desejo-lhe uma rápida recuperação. Finalmente, eu faço muito desejo de que Angelina e Brad, tanto a quem eu respeito profundamente, vai encontrar paz neste momento muito tumultuado.
Com todo o meu amor”.

De tudo isso, só uma coisa: que desnecessárias, essas fofocas. Nada a dizer sobre o casal, mas muita saúde a Marion, a nova mamãe quarentona, e seu bebê! :)

Gravidez depois dos 40

gravidez depois dos 40

Passou o dia das mães e não falei nada a respeito aqui no blog. Aliás, não tenho colocar nada aqui e o motivo é simples: estou de férias, estava viajando e me dediquei com empenho à tarefa de não fazer nada (relacionado a trabalho, pelo menos).

Mas sempre é tempo de falar sobre um assunto importante como as mães e escolhi começar um tema que tem bem a ver com o blog: ficar grávida depois dos 40 anos de idade. Taí uma das poucas coisas que realmente me preocupam nisso de idade: chegar em um ponto que não possa mais ter filhos. Sim, eu gostaria de ser mãe, mas me conheço e sei bem que não toparia uma produção independente de modo espontâneo, nem engravidar de um cara qualquer, com quem eu não tenha um relacionamento de fato. Parece antiquado, talvez seja, mas eu sou assim, gostaria que, se tivesse um filho, fosse de alguém que pelo menos um dia tenha sido importante pra mim, de alguma forma.

Bem, o fato é que se eu tiver filhos, serei uma quarentona mãe de bebê. Levando em conta que na semana passada estive com a minha ginecologista e ela disse que, de acordo com meus exames, devo demorar bastante ainda para entrar na menopausa, ainda há chances. Então procurei saber mais detalhes sobre ser mãe depois dos 40 anos. Aliás, o número de mulheres que decidem engravidar apenas depois dessa idade vem aumentado bastante a cada ano, por um motivo bem simples: a dedicação ao trabalho e ao crescimento na carreira fazem com que adiem o plano de começar a própria família.

Quando comecei o post lembrei logo da Samantha (@samegui), do blog “A Vida Quer“. Quem a conhece pôde acompanhar quando ficou grávida de Manu (que já está com dois anos). A Sam já era mãe de dois adolescentes quando engravidou, sem planejar. Era a menina que sempre quis. Ela já seguia um estilo de vida saudável, com alimentação correta e tudo mais, mas também teve cuidados especiais, já que é, de todo modo, uma gravidez de mais de 40. Manu chegou saudável e linda e continuamos a acompanhar a sua vida, a educação que tem recebido, o modo de viver e todo o amor que tem na família. E sabe o que? É reconfortante saber que foi e continua tudo bem.

Sim, é preciso ter consciência que uma gravidez em uma mulher com idade acima dos 40 anos normalmente demanda mais cuidados do que em uma grávida mais jovem. Isso porque é mais comum, a partir dessa idade, termos problemas como pressão alta ou diabetes, que se agravam ainda mais na gravidez. O coração também trabalha com mais intensidade, assim como a circulação, então é preciso que tudo esteja na mais perfeita ordem e é preciso observar tudo com mais cuidado, porque o risco para uma grávida +40 é maior mesmo. Isso sem mencionarmos que o risco de abortos espontâneos são mais comuns a partir dessa idade, bem como os casos de bebês com algum problema na sua formação.

Bom, a minha avó materna (já falecida) teve o filho caçula aos 40 anos – isso nos anos 50. Tudo era bem diferente naquela época. Ela e meu avô já tinham outros filhos, a gravidez não tinha sido programada (obviamente) e ela sentia uma certa vergonha em ser uma grávida “velha” (para a época). O médico a atendia em casa, porque ela não queria que a vissem naquele “estado”. Mas deu tudo certo e meu tio Cláudio, de quem herdei o nome, nasceu bem, recebeu todos os paparicos da família e é um homem adulto, com filhos também já adultos.Ou seja: se deu tudo certo com ela há mais de meio século, por que não poderia dar comigo hoje, quando temos mais acesso a cuidados médicos e melhor acompanhamento.

Não tenho vontade de ter uma produção independente, fazer fertilização ou engravidar de algum cara que não tenha significado nada para mim, entende? Pode parecer careta para alguns, mas é assim que eu quero pra mim. Se acontecer, ficarei feliz. Se não, paciência – não seria a primeira vez que não aconteceria algo que eu quisesse, afinal. Ainda tenho um exame para fazer, que vai me mostrar como estão os miomas que carrego e se é caso de cirurgia (já passei por isso uma vez, se for necessário, passarei de novo) e que vai determinar meu grau de fertilidade. Aí só vai faltar um “detalhe”, que vocês sabem bem qual é. ;)

É isso. Se você teve filhos depois dos 40 anos de idade, me conta aqui nos comentários como foi, que eu realmente quero saber.

P.S. Aproveito para deixar alguns links sobre maternidade +40 que achei interessantes:

Mãe aos 40

– Esse texto no site do IPGO

– Esse texto no Canal Baby Center, que mostra as vantagens em engravidar depois dos 40

– Essa matéria no site da Abril sobre os riscos da gravidez pós-40

P.S. O que vocês achariam de também fazer um post sobre homens que se tornam pais a partir dos 40 anos?