Beleza natural no calendário Pirelli

O famoso calendário Pirelli, mais uma vez, virá digno de aplausos em 2017, dando continuidade ao projeto de dar cartaz (com trocadilho) a mulheres influentes, importantes, em vez de apenas rostinhos e corpinhos bonitos e retocados. Aliás, assim como em 2016, as mulheres vêm como são, de modo irretocável, em suas belezas naturais – e o resultado é lindo! Como não poderia deixar de ser, claro que há várias mulheres com mais de 40 anos entre as que figuram o calendário Pirelli 2017. Olha só, que beleza:

Robin Wright, 50

Robin Wright, 50

Nicole Kidman, 49

Nicole Kidman, 49

Uma Thurman, 46

Uma Thurman, 46

Julianne Moore, 56

Julianne Moore, 56

Kate Winslet, 41

Kate Winslet, 41

Helen Mirren, 71

Helen Mirren, 71

Não sei vocês, mas eu senti uma força incrível dessas foto. O calendário ainda conta com nomes como Lupita Nyong’o, Jessica Chastain e Penelope Cruz, entre outras. Eu acho que desde que o calendário Pirelli assumiu essa linha ele atingiu um outro nível, um patamar bem mais elevado de qualidade (mesmo já sendo o calendário mais famoso do mundo, há anos), por ter um recado real a passar, do que realmente é belo. As imagens foram feitas pelo fotógrafo alemão Peter Lindbergh.

Você pode ver mais informações no site Pirelli.com.

Milionárias depois dos 40

piscina-de-dinheiro

Há dias estou com essa matéria que li no Mail Online (jornal britânico) pra repercutir aqui, sobre três mulheres que ficaram milionárias depois dos 40!

Uma é Belinda Grashion, que, aos 41, mãe solteira, vivia de coletar benefícios e fazia massoterapia em meio expediente. o dinheiro não era suficiente nem pras filhas irem nos passeios da escola. Ela, que nunca havia trabalhado, participou de um workshop e passou a trabalhar no setor imobiliário, pegando casas que estão com hipotecas vencidas, valorizando-as e repassando-as a valores mais altos (ou algo assim). Deste modo construiu uma fortuna em apenas quatro anos e, hoje, aos 56, gaba-se das casas milionárias, dos carros que tem e das viagens que faz.

Outro exemplo é Bernadette Doyle, 41 anos, ficou milionária como uma espécie de consultora., ensinando pessoas a maximizarem seus lucros mexendo em aspectos dos seus negócios online. Hoje ela tem uma vida confortável, faz parte de um grupo de consultores empreendedores e leva os filhos em viagens ao redor do mundo.

O terceiro exemplo é Geeta Sidhu-Robb, mãe de três, dona de uma empresa de comida saudável. Já trabalhou como advogada, morou de favor, com os filhos, na casa de amigos e já chegou a parar em um hospital, de pura exaustão. Pra poder trabalhar de casa, começou a fazer comida saudável para vender aos amigos, um negócio que fez tanto sucesso que acabou vendendo seus produtos pela Amazon. Hoje ela tem 49 anos e está rica.

money-idea

Talvez a gente caia logo naquela de dizer que é sorte, já que tanta gente tenta o mesmo que elas, sem o mesmo sucesso. Mas prefiro focar em outros aspectos: elas não se apegaram ao fator idade ou a outros problemas que tinham – observe que todas tinham filhos, por exemplo – mas focaram no que precisavam fazer para que tudo desse certo, procuraram e acharam um nicho em que pudessem atuar e foram persistentes até que conseguissem.

Bom pra gente se ligar que não tem idade pra começar um novo negócio e – quem sabe? – até dar tão certo quanto o dessas mulheres da matéria? Elas são pessoas comuns, nada fora do normal, que tiveram boas ideias e as agarraram. O negócio é esse: não deixar as boas ideias escaparem!

Você vê a matéria original aqui.

 

Mulheres que inspiram

Inspire_Others

A revista Marie Claire do Reino Unido publicou uma lista bem interessante: 17 mulheres líderes mundiais em quem se inspirar. É uma lista forte, formada por mulheres poderosas, de vários países. Aliás, interessante ver que alguns países também têm mulheres na presidência ou como primeiras ministras.

Na lista temos nomes que nos soam familiares, como a da chanceler alemã Angela Merkel, a presidente chilena Michelle Bachelet e a brasileira Dilma Rousseff (independente dos rumos que teremos, é bastante significativo uma mulher ter chegado  à presidência do Brasil). Mas, veja só, Libéria, Lituânia, Coreia do Sul e Croácia também têm mulheres como presidentes! Em breve teremos, ainda, Theresa May como primeira-ministra do Reino Unido e há a possibilidade de Hilary Clinton na presidência dos Estados Unidos! Isso é fantástico!

As mais jovens da lista da Marie Claire têm 48 anos – as presidentes da Croácia – Kokinda Grabar-Kitarovic e a primeira-ministra da Namíbia, Saara Kuugongelwa. Bem, provavelmente a maioria de nós não vai chegar ao mesmo posto dessas mulheres, mas, da minha parte, sinto algo como “ainda dá tempo de eu fazer algo grande, notável” e tê-las realmente como inspirações. Afinal, são pessoas corajosas, que ousam romper padrões. Quem sabe você também se torne – ou até já seja – inspiração para alguém?

Veja a lista completa aqui.

Advanced Style – o documentário

advanced style estilo idosas ícones moda documentário blog senhoras

Vocês já viram o documentário Advanced Style? É de 2014, mas vi ontem, na Netflix. É um trabalho do fotógrafo Ari Seth Cohen, que tem um blog de mesmo nome, que mulheres de idade bem avançada mesmo – “advanced age” – com muito estilo – daí o “Advanced Style”.

É um trabalho interessante não só por mostrar pessoas idosas que se vestem de modo elegante e/ou extravagante, mas porque tem uma baita lição de vida, resumida em: vou ser feliz e não dou a mínima para quem não gostar. Elas são incríveis e deixam bem claro: se vestem daquele jeito porque se sentem bem. Elas são inspiradoras, isso sim! A melhor parte é que nem é necessário passar dos 60 anos pra seguir o exemplo, seja de moda ou de MODO de viver. Só pra você ter uma ideia, pesquei essas frases inspiradoras do documentário:

“Eu nunca quis parecer mais jovem, eu quis parecer ótima!”  (Joyce Carpati, 80*)

“Quando uma pessoa envelhece. Não é para se criticar tanto. Eu nunca fui crítica demais em relação a mim mesma, porque eu sentia “bem, é isso que eu sou e nao há nada que eu possa fazer a esse respeito” (Zelda Kaplan, 95)

“Eu me visto todos os dias para o teatro da minha vida” (Lynn Dell, 80)

Algumas dizem que não eram assim quando mais jovens, que só se sentiram mais autoconfiantes e com autoestima em alta quando já estavam na casa dos 70! Ou seja: nós, que estamos na casa dos 40, estamos em tempo de mudar o que não agrada em nós mesmos.

Dê um jeito de ver esse documentário agora! Vai ser bom para você. Veja o trailer abaixo:

Homens, não fiquem enciumados, parece que uma versão masculina do documentário já está sendo preparada. Há outros blogs com essa temática, também bem bacanas – depois trago aqui. Enquanto isso, visite o Advanced Style.

* idades à época em que o documentário foi gravado

Meryl Streep e as roteiristas +40

meryl streep oscar gif

Como não amar Meryl Streep? Ela é financiadora de uma iniciativa exemplar: o Writer’s Lab, um grupo de mulheres roteiristas com mais de 40 anos de idade criado pelo New York Women in Film and Television. O anúncio sobre o coletivo de mulheres foi feito no último domingo, durante o Festival de Filmes de Tribeca. O objetivo é ter mais participação feminina na TV e no cinema.

Para isso o grupo fará seleção de roteiros feitos por mulheres que tenham a partir dessa idade. O número de mulheres roteiristas vem caindo consideravelmente, nos Estados Unidos. Muito válida a iniciativa e melhor ainda a oportunidade para as profissionais da área. O grupo também tem a participação de outras profissionais do cinema. É uma ideia ótima para as mulheres dessa área, especialmente as que tem mais de 40 anos – afinal, o mercado não se torna exatamente mais fácil a partir dessa idade, em segmento nenhum. O apoio de Meryl é excelente, não apenas pelo dinheiro, mas pela visibilidade que o grupo tem com isso.

Não é de hoje que Meryl Streep se engaja na luta pela igualdade de direitos da mulher e por mais espaço para elas. Vale lembrar a reação dela na última edição do Oscar ao discurso de Patricia Arquette, que falou sobre a necessidade de abertura do mercado às mulheres e igualdade de direitos. Olha o vídeo aí embaixo, para relembrar!

As Mulheres de 50

Fantástico mulheres 50 anos

Viram a série que estreou no Fantástico ontem, sobre mulheres de 50 anos? É em homenagem ao cinquentenário da Globo, mas de uma forma bem bacana: mostra algo bem parecido com o que tento apresentar aqui no Novos40: pessoas que mostram sua jovialidade, planos e tudo mais, contradizendo aquilo que se achava até pouco tempo atrás: que depois que a pessoa entrasse na fase dos “enta” estaria cansada e se não tivesse colocado os sonhos em prática até ali, os esquecesse.

Bem, como boa parte do que falaram no programa de ontem foi de coisas que começaram a vivenciar quando essas cinquentonas estavam na ”casa dos quarenta” e como a gente ainda vai chegar lá, acho que tem coisas que podem servir de lição pra gente, pra ter uma ideia do que pode encontrar no caminho e até dicas do que fazer nesse caminho até lá. Vê lá no site da Globo Vídeos como foi o primeiro episódio dessa série, que tem Fernanda Torres (maravilhosa!) como uma das apresentadoras.

Já estou ansiosa pelos próximos episódios!

P.S. Confesso que morri de inveja da entrevistada que saltou de para-quedas. É um sonho que tenho desde criança, quando ia ao aeroclube com meu pai e que ainda não realizei. Isso que quero muitíssimo fazer agora, #depoisdos40.

Dia da Mulher – o que você quer de verdade?

O Dia Internacional da Mulher tem origem controversa, mas o objetivo creio que todo mundo saiba: lembrar a luta das mulheres pelos seus direitos, pela igualdade, pela não-violência. Eu não me importo que me desejem “feliz dia”, que me deem rosas ou chocolates – acho apenas que são pessoas que ainda não compreenderam o que é o dia de hoje.

Este é um dia não para comemorar, mas para lembrar a todo mundo que mulheres tem direitos, que ainda vivemos em uma sociedade sexista, onde muitas mulheres ganham menos fazendo o mesmo trabalho que homens, que a violência doméstica não deu trégua e ainda há quem ache que o sexo feminino existe apenas “para servir”.É absurdo que ainda há quem pense assim nos dias de hoje – mulheres, inclusive!

Então, pensando nisso tudo, me ocorreu que ao longo da vida a gente se pergunta várias vezes “o que eu quero?”, mas parece que quando os 40 anos chegam essa questão soa ainda mais alto dentro da cabeça. Percebemos quantas vezes fizemos o que não queríamos, começamos a enxergar barreiras que tentam nos empatar de ir adiante em realizar nossos desejos – algumas delas dentro de nós mesmas.

Sendo assim, sugiro que este dia seja usado também para que nós, mulheres, pensemos “o que eu quero pra mim, de verdade?“. Ao pensar nisso só existe uma atitude possível para alcançar: siga adiante! Você pode querer ser desbravadora ou clichê, o importante é que se respeite e se faça feliz. A pergunta é importante para que você possa separar o que quer daquilo que os outros querem de você, mas que assumiu como se fosse o seu desejo – mesmo sem ser.

Empoderamento feminino, educação de meninas (e dos meninos, para que o machismo não seja perpetuado), consciência da igualdade são expressões que passam cada vez mais a fazer parte do cotidiano e isso é muito bom. Ainda há um longo caminho a percorrer. Percorramos, então.Deixo para vocês alguns links que merecem ser lidos neste Dia da Mulher:

He for she – um movimento solidário pela igualdade de gêneros

Esse texto na revista TPM

Esse texto da Aline Valek

Essa matéria no site da ONU

Embaixador da H.Stern fala sobre as joias para quem é +40

Teoricamente, aos 40 anos você já sabe o que quer e tem dinheiro para investir no que tem qualidade. Um bom investimento, em termos de elegância e financeiro está nas joias. Mas qual seriam as joias preferidas e as adequadas para pessoas acima dos 40 anos de idade? Foi pra saber tudo isso que eu conversei com o Christian Hallot, embaixador da H.Stern. Olha o resultado do bate-papo:

hstern Christian Hallot copy

Christian, como são essas mulheres que tem acima de 40 anos de idade, hoje? Antigamente a mulher de 40, 50 anos era uma “senhorinha”. Hoje ela é uma mulher bela, que se cuida, muitas vezes, parece ser irmã da própria filha. Houve uma mudança de paradigma.

Quem são essas mulheres que compram joias e de que tipo elas usam? São as que tem poder aquisitivo alto. Porém, quando usam uma joia pesada, passam a impressão de que são mais velhas, então no dia-a-dia usam joias leves, até mesmo uma que seja da filha, para passar a ideia de jovialidade. Quando estão próximas de pessoas da mesma idade ou em uma reunião de negócios, usam as joias maiores, para dar impressão de poder.

E os homens? A joia do homem é o relógio. No dia-a-dia ou em companhia de pessoas mais jovens, usam modelos esportivos, e quando estão na companhia de homens mais velhos, ou em uma reunião de negócios, usam modelos mais sofisticados, para impressionar. hstern Fluid Gold_C1OE171786 O que você sugeriria para essa mulher que “adota” várias personalidades, entre a bem jovem e a mais velha e mais poderosa? Essas são as que usam joias mais simples durante o dia e mais sofisticadas para um jantar, por exemplo Ela pode ter isso em uma mesma joia, apenas adicionando pingentes ou colocando um pendente de um brinco. Na H.Stern há uma joia extremamente versátil, o colar Fluid Gold. É um colar de canutilhos em ouro, com um fio sintético dentro, com três metros de comprimento. Pode ser usado, por exemplo, enrolado no braço, como se fosse um conjunto de pulseiras, de modo bem jovem e, depois, como um colar, bastante poderoso. Versátil, pode frequentar lugares diferentes com a mesma elegância, exatamente como a mulher que tem mais de 40 anos, nos dias de hoje.

E então, curtiram a conversa?

Mulheres 4.0

 

Imagem: Rede Globo

Imagem: Rede Globo

Como noite de domingo lembra Fantástico, achei por bem trazer uma série bem bacana que o “show da vida” fez no ano passado: a “4.0”, com mulheres que acabavam de entrar na casa dos quarenta anos. Lembram disso? Amor, saúde, gravidez, cuidados com a beleza e vários outros assuntos entravam nos bate-papos, sempre sob a ótica das mulheres de quarenta anos de idade (ou que estavam quase lá ou, ainda, que já haviam passado desse número).

Angélica, Isabel Filardis, Danielle Winits e outras mulheres, não famosas, participavam dessa conversa e contavam como estavam encarando essa nova fase e surpreendiam muita gente, que ainda não havia se ligado que as “quarentonas” de hoje são bem diferentes daquelas que muitos tinham como referência, de décadas passadas. Se você não viu esse quadro quando passou na TV, clica aqui que você pode conferir tudo (ou rever, pra quem quiser relembrar).

Pelo Dia Internacional da Mulher

É um dia para lembrar de lutas, o de hoje. Você sabe: o Dia Internacional da Mulher surgiu por uma luta por melhores condições de trabalho e continua, por um mundo sem violência às mulheres, por melhores condições de saúde, mais acesso à educação, por mais respeito no dia-a-dia, pelo direito de estar vestida como quiser sem ter que ouvir que um ato violento aconteceu por causa do tamanho da sua saia e, ainda, pelas mesmas melhores condições de trabalho, como foi no começo. Essas lutas e outras tantas.

Não precisa xingar ninguém se alguém te oferecer uma rosa com um “parabéns pelo dia de hoje”, mas não esqueça que a motivação é outra e, se possível, passe a mensagem adiante – inclusive a quem deu a flor a você. A nossa luta é, principalmente, contra o machismo histórico, ainda tão inserido na sociedade, inclusive na mente de muitas mulheres, como se fosse algo “natural”. Não é. Não queremos ser superiores, queremos igualdade, é importante lembrar disso.

Eu me sinto muito feliz pelo privilégio de conhecer muitas mulheres fortes. Há as ousadas, as que não temem mudar o rumo da sua história, a que acaba o casamento porque não está feliz, a que não tem medo de peitar alguém maior que ela, a que é mãe dedicada, a empreendedora….são tantas, que só me fazem pensar que é bom poder pegar uma “pitadinha” de uma ou outra para formar quem eu sou – sim, porque são exemplares. O tema do blog é +40, mas aí eu não vou fazer distinção de idade, porque não faz sentido.

Aproveito pra deixar pra vocês alguns links especiais para hoje:

Secretaria de Políticas para as Mulheres – é do Governo Federal e tem como principal objetivo promover a igualdade entre homens e mulheres.

Secretaria da Mulher – esta é daqui, do Governo de Pernambuco. Também bem importante que você a conheça.

ONU Mulheres – entidade das Nações Unidas para a igualdade de gênero e empoderamento das mulheres.

#eusoumulher – Tumblr muito bacana. Para participar, basta você postar a sua foto com o seu recado, usando a hashtag #eusoumulher. Lá você verá outras participantes e poderá ver como somos diversas. Claro que eu estou participando. Participe você também!

Queria apenas deixar um “parabéns” para todas que estão lendo, porque somos corajosas assim. Que um dia a gente possa comemorar este dia com flores, chocolates e todas as coisas apenas festivas, dizendo “vencemos essa luta”. Enquanto isso, celebremos quem somos e continuemos.