Uma sessão de exercícios já protege o coração

Uma única sessão de exercícios já vale para proteger o coração. É o que diz o estudo publicado no periódico da Associação Médica Americana e no site The Conversation. Ou seja: já no primeiro dia que você começa a se exercitar, já colhe benefícios , pois há a liberação de substâncias que reduzem a gravidade de infartos.

Para chegar à essa conclusão foram realizados testes com ratos, em que ataques cardíacos foram induzidos e, posteriormente, foram comparados tecidos cardíacos dos animais que havia acabado de se exercitar com aqueles que não haviam feito exercícios. Também foram realizados testes com coelhos, injetando neles sangue de humanos que haviam acabado de se exercitar – mais uma vez, os danos ao coração foram menores do que aqueles que não tinham na circulação os “efeitos dos exercícios”.

Vale dizer que esses efeitos foram modestos, mas são muito importantes. Afinal, achava-se que eles só aconteceriam quando a perda de peso e a diminuição de colesterol e insulina acontecessem – consequências que demoram a vir. Mas, agora se sabe que os benefícios aparecem já desde o início da prática de exercícios.

Importante lembrar que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda, para adultos de 18 a 64 anos, no mínimo 150 minutos de intensidade moderada de atividade física aeróbica por semana ou pelo menos 75 minutos de intensidade vigorosa de atividade física aeróbica por semana.

Mais um bom motivo para colocar o “mexer-se” como uma meta para 2018, não acham?