Inspiração: Claudia Abreu, 46

Na sessão “inspiração”, de gente que está na “casa dos 40” e que pode ser inspiradora, desta semana, trago Claudia Abreu, que está com 46 anos. Ela exerce duas coisas em grande parte dos brasileiros: primeiro, a impressão de que a gente a conhece desde sempre, por causa do tempo de carreira dela; depois, aquela expressão “nem parece”, que sai automaticamente da gente, quando vemos a idade que ela tem. Ou seja: é a típica #Novos40…gente que tem essa idade, mas contradiz muita coisa do que se pensava a respeito do efeito do tempo.

Casada há 20 anos, com quatro filhos – entre 15 e quatro anos de idade, no ar na novela “A Lei do Amor” e escrevendo e produzindo a série infantil “Valentins”, que deve ir ao ar em breve no canal Gloob, ela mostra que tem uma rotina super-dinâmica – igual a de muita gente de 40 anos, artista ou não.

No que se refere a estilo, já vimos muitos, por causa dos personagens. A atual, Helô, exibe um cabelo curtinho e liso, que exige manutenção constante, já que ela não tem cabelo liso-escorrido e muito xampu seco, pra que ele não fique “grudado” na cabeça. Acho que combina bem com esse dinamismo da própria Claudia, não acham? Aliás, acho o corte e o estilo da personagem, bem como o da atriz, muito bacanas – despojados, modernos, livres de excessos.  Olha aí:

Pra ver mais de perto:

Uma simplicidade inspiradora, concordam?

E só pra relembrar outros tempos:

Pronto. Inspiração da semana.

Como se tornar um “SuperAger”, a “Super Pessoa de Idade”

Elderly in superhero costume isolated on white background

Existe um determinado grupo de pessoas que os cientistas estão chamando, principalmente nos Estados Unidos, de “superager”, ou seja, os super “pessoa de mais idade” – pessoas mais velhas, mas com características superiores. O neurologista Marsel Mesulan diz que os superagers não são pessoas apenas que têm boa memória ou uma mente um pouco acima da média pra idade, mas que estão no mesmo nível de jovens de 25 anos que estão plenamente em forma!

Outra neurologista, Lisa Feldman Barret, estudou 17 desses “superagers” (acima dos 65 anos) e descobriu que partes do cérebro deles, em comparação ao cérebro de pessoas “normais” da mesma idade, eram mais espessas, mais grossas mesmo. Essas áreas, poderia se imaginar que seriam ligadas ao raciocínio, ao cognitivo, mas, na verdade, são  o sistema límbico e o lobo da ínsula, regiões do cérebro responsáveis pelo emocional! Isso já mostra o quanto questões como “obstinação”, “vontade” e “garra” contribuem que se forme esse superager.

Mas, como se tornar uma super-pessoa-de-idade? Depois de se descobrir que essa área responsável pelo nosso emocional também é responsável pelo estresse, linguagem, funcionamento dos cinco sentidos e até regulação dos órgãos internos, os cientistas foram adiante. Os cientistas ainda estão estudando que atividades realmente funcionam para que a pessoa se torne um “super”, tenha um super cérebro e um super físico, mas algumas coisas já são apontadas:

  • Exercícios vigorosos – até deixar exausto mesmo
  • Atividades mentais quase extenuantes (como problemas matemáticos)

Pois é, nada fácil. Os cientistas mesmo dizem que é comum que o caminho para se tornar um “super” seja difícil demais para a maioria, que grande parte sinta-se cansado demais e até frustrado. Mas os estudiosos também dizem que essa “dor” seria a construção dos músculos, mesmo os mentais.

Então as palavras cruzadas e o Sudoku não bastam, tem que ir até não suportar mais…e prosseguir, sem desistir. Aprender um novo idioma ou aprender música seriam bons exercícios para o cérebro. Nadar e correr, para o corpo. E, assim, você começa a construir uma camada mais “casca grossa” no seu cérebro, e, talvez, torne-se também uma super-pessoa-de-idade. A dica é começar já!

No site do Journal Neuroscience você vê o estudo completo.

No site do The NY Times você vê um bom resumo sobre o assunto.

(ambos em inglês – pra já começar a exercitar o cérebro rs).

O Brasil está envelhecendo – série do Jornal Nacional

Imagem daqui

“Aquela frase que dizia que o Brasil é um país jovem já não faz mais sentido. Hoje nós somos um país adulto, caminhando pra velhice”. Foi assim que Willian Bonner começou a apresentação de uma série de reportagens do Jornal Nacional, iniciada ontem (02/01), sobre a importância de se preparar para essa fase da vida, a velhice.

Achei bem importante trazer isso aqui pro blog, uma vez que esse espaço trata especificamente de idade, de um meio de caminho entre o ser jovem e o ser idoso. Talvez grande parte de nós ainda não se ligou e muito menos se prepara para quando chegar à terceira idade, mesmo os que já pensaram alguma vez que poderia ter se preparado melhor, quando estava lá pelos 20 anos, para quando chegasse aos 40. É aquilo da gente viver demais o presente, mas não planejar devidamente o futuro, né?

A primeira matéria da série é bem interessante e você pode vê-la aqui

Fica a pergunta: você está se preparando para a sua velhice?

Mulher mais velha do mundo diz segredos da longevidade

morano

A italiana Emma Morano é, oficialmente, a última pessoa do mundo nascida nos anos 1800. No dia 29 de novembro ela completou nada menos do que 117 anos! Pelo que diz, não foi uma longa vida feliz – trabalhou até os 65 anos em uma fábrica, perdeu o noivo amado na Primeira Guerra Mundial, foi obrigada a casar com outro homem – de quem se divorciou quando perdeu o único filho – este, ainda bebê.

Mas ela mantém o humor e crê que a sua longevidade se deve a dois fatores:

  1. Desde jovem come dois ovos por dia – uma recomendação médica que recebeu um dia e levou pro resto da vida
  2. Desde que se divorciou não quis mais saber de casar, pra “não ter que ser dominada por ninguém”

Até que são ensinamentos simples para tanta longevidade, não acham?

Vi aqui.

#velhapraisso coisa nenhuma! Linda campanha da Natura

Não tem jabá, não tem #ad, nada disso…mas rolou toda uma identificação dessa campanha maravilhosa da Natura para o Natura Chronos com o Novos40. Afinal, este blog também tem o propósito, desde a sua criação, em fevereiro de 2014 (sim, esse tempo todo!) mostrar que não existe isso de “estar velho demais para” enquanto há vontade. Quando criei o Novos40 foi justamente porque temia entrar em parafuso com a tal “crise dos enta” e queria mostrar que 40 era apenas um número, nada mais. Que poderia até ser ponto de partida pra muita gente…”Oba, cheguei aos 40! Que novos planos traçarei agora?”.

Então deixo meus aplausos à Natura pela campanha #velhapraisso, porque “Velha pra isso” não existe mesmo….que todos estejamos sempre com algo novo em mente, vontade de fazer e nada a temer…nem a idade.

 

Os estagiários de 40 anos

estagiario

O post não é sobre aquele filme “O Senhor Estagiário”, sobre o qual escrevi há tempos, mas sobre a vida real: com a crise e a falta de empregos, tem muita gente de 40 anos de idade ou mais conseguindo vaga de estagiário em empresas. Um recomeço mesmo, novos caminhos. Vi o assunto esta semana em uma matéria no Bom Dia Brasil, não sei se vocês acompanharam – vale dar uma olhada.

Muitas empresas têm visto os “quarentões” como vantajosos porque têm vontade de aprender, têm garra, responsabilidade, tranquilidade e não “acham que sabem de tudo”, como muitas pessoas mais jovens. Já são milhares de estagiários com mais de 40 anos em todo o país. Bem, como tudo que existe, a novidade tem coisas boas e ruins:

Os salários são mais baixos (e o mercado quer pagar menos a pessoas com boa experiência, sejamos claros), mas pode ser um “abre portas” para um emprego, um despertar para uma nova carreira. E, em tempos de crise, uma saída para um dinheiro extra, afinal. A matéria do Bom Dia Brasil foi feita a partir de uma pesquisa do CIEE. O vídeo completo da matéria sobre estagiários com mais de 40 anos pode ser visto aqui.

Envelhecendo juntos

Esse vídeo nem é novo, é do ano passado, mas reencontrei com ele pela internet e achei que valia a pena relembrar dele, pela curiosidade. O casal acima ia se casar dentro de pouco tempo e passo pela experiência interessante de, com maquiagem e próteses, de ter uma ideia de como ficariam, fisicamente, em 100 anos. Será que estariam preparados para o que veriam no  outro? Veja o vídeo e confiram!

É bem interessante acompanhar essa “adiantada” no processo de envelhecimento não só do companheiro, mas no seu mesmo. Deve ser meio assustador se deparar, em poucas horas com seu eu “#novos90”, não acham?

Papo de 40

É isso que acontece quando você junta amigos que têm 40 anos de idade pra falar sobre…ter 40 anos de idade hahahaha! A gente falou sobre dores, problemas de visão, cabelos brancos, ter humor com a gente mesmo e, claro, riu pra caramba! Dá uma olhada pra ver como foi. O papo foi transmitido ao vivo na fanpage do blog. Curte lá!

Os +40 das Olimpíadas do Rio

Oksana Chusovitina, 41

Oksana Chusovitina, 41

A gente sabe que a maior parte dos atletas que estão competindo nas Olimpíadas do Rio de Janeiro é formada por gente bem novinha. Alguns ali são adolescentes mesmo. Na ginástica artística, por exemplo, tem gente de 13 anos de idade! Pois foi justamente nesse esporte que uma atleta chamou atenção por causa mesmo da idade: Oksana Chusovitina, que veio competir em uma Olimpíada pela sétima vez, aos 41 anos! Ela tem um filho de 17 anos, ou seja, ele é da idade de muita gente que concorre com essa atleta do Uzbequistão.  Pois fica ligadinho que hoje tem final de competição com ela!

Porém, Oksana não é a única atleta com mais de 40 anos competindo na Olimpíada do Rio de Janeiro. Nas provas equestres, por exemplo, temos Willian Fox-Pitt (47, Grã Bretanha), Steffen Petters (EUA, 51 anos), Beezie Madden (EUA, 52), Philip Dutton (EUA, 52), Mark Todd (Nova Zelândia, 60 anos) e a australiana Mary Hanna, que fará 62 anos em dezembro. Também no hipismo e com 62 anos tem Julie Brogham, da Nova Zelândia. Isso só pra citar alguns, já que é nas provas de hipismo que se encontra alguns dos atletas com idade mais avançada.

Tem mais: a primeira medalha de ouro olímpico da história do Vietnã veio de Hoang Xuan Vinh, de 41 anos, no tiro com pistola. A média de idade da equipe de tiro dos Estados Unidos é de 51 anos! E não pense que é só nas provas que talvez alguns pensem que exijam menos fôlego que os “acima dos 40” estão: olha o maratonista Meb Keflezighi, de 40 anos, pra provar isso – mesma prova do australiano Scott Westcott, de 41 anos. Do Brasil a atleta com mais idade é Janice Teixeira, do tiro, que tem 54 anos e supera um AVC (!!!).

A gente sabe que a grande maioria desses atletas de elite – se não todos – não começou a praticar esportes agora, começou bem jovenzinho. Mas, uma coisa é certa: mesmo hoje, com mais de 40 anos, eles têm saúde, fôlego, enfim, preparo físico de dar inveja a muita gente mais jovem. Tem vários fatores envolvidos, sendo genética e disciplina com treinos e alimentação, certamente, grandes destaques. Provavelmente começando hoje, já adultos, é bem difícil chegar em um nível olímpico, mas pode ser uma boa ideia tê-los como exemplo pra começar a praticar algum esporte, sabendo que, com dedicação, não tem essa de não ter mais idade pra ser atleta, certo? Medalha de ouro pra todos eles!

Inspirações: Hilary Swank, 42

Quem fez aniversário no último sábado foi Hilary Swank, atriz americana duplamente “Oscarizada” – em 2000, por Boys don’t Cry e em 2005, por Menina de Ouro. Ela é um daqueles casos de “atriz desde sempre” – sério, desde criança atuava e se mudou para Los Angeles, junto com a mãe, quando tinha só 13 anos, pra investir na carreira.

Gosto do quanto ela parece se entregar ao personagem, em cada filme que faz. Isso se percebe até fisicamente – e não é algo que se tem apenas com troca de figurino e maquiagem, mas faz a gente acreditar que ela É aquilo que está interpretando, entende? Enfim, Hilary fez 42 anos no último sábado e fica aqui como uma #Novos40 para ser lembrada. Pra homenagear, algumas imagens que mostram esse jeito “camaleão” dela:

Boys don't Cry

Boys don’t Cry

Menina de Ouro

Menina de Ouro

P.S. Eu te amo

P.S. Eu te amo

Um Momento Pode Mudar Tudo

Um Momento Pode Mudar Tudo