Cinco Dicas para aguentar oito horas diárias de trabalho

pausa do cafezinho

Oito horas de trabalho que, na verdade, são doze, se contarmos as duas horas de almoço, se a sua jornada é igual a minha. Mais duas horas, se igual a mim, você passa uma hora no ônibus indo-e-voltando ao trabalho (menos que isso quando consigo uma caroninha – IÊÊII!!!). Então sua lombar sofre, sua pele se lasca, até seu cabelo sente! O que fazer? Tenho umas dicas básicas. Confesso que nem sempre sigo todas ao pé da letra, apesar de saber bem direitinho – vou marcar as que sigo mais, só pra vocês saberem, tá? Vamos tentar seguir, que é pro corpo e a beleza da gente nos agradecerem com mais tempo de saúde e boniteza – a gente mesmo e o mundo nos agradecem (sem falsa modéstia, gente rs).

pause

  1. A cada uma hora sentados, dá uma levantadinha de cinco minutinhos, faz favor. Vai ao banheiro, vai até a máquina de café ou à copa, à mesa da amiga…a qualquer lugar, mas VAI! Tem que fazer o sangue circular dentro desse corpitcho! Pode parecer ridículo, mas essa eu aprendi com o dr. Victor Matsudo, autoridade no assunto “saúde x sedentarismo”
  2. Compre uma garrafa bem linda pra você, daquelas que você vai deixar todo mundo com inveja. Comprou? Pronto. Agora encha ela de água, suco ou chá (sem açúcar, por favor) e vai tomando ao longo do dia). Se o seu ambiente de trabalho for no ar condicionado, vai livrar da desidratação que essa maquininha provoca e um chá quentinho é uma boa opção – hibisco, camomila, erva-doce são ótimas opções. Se faz calor uma água geladinha já basta.
  3. Coloque as pernas num lugar um tico mais alto que o chão. Existem uns materiais, como “pedais de máquina de costura antigas” apropriados pra isso, mas se sua empresa não tiver (alô, segurança do trabalho!), uma caixa mais alta resolve. Sua lombar agradece.
  4. Olha o lanche! A pipoca, fruta, bolachinha…seja lá o que for, que vai fazer você não passar tanto tempo de barriga vazia! Sabe aquilo de comer a cada três horas? Eu não sei se é o tempo certo, mas eu mas a minha barriga dá um certo “alerta” desde criança, do tempo que eu ficava na casa da minha avó, às 10h da manhã e às 16h e é quando eu como alguma coisinha antes de almoçar e antes de largar pra jantar (o horário da tarde acho ainda mais importante, porque daqui que eu largue e chegue em casa, tome um banho e vá jantar, demoooora). Os horários não precisam ser precisos e nem precisa ser o MEGA lanche, mas a pausa rapidinha me basta.
  5. Aquela paradinha estratégica de cinco minutinhos pra saber a fofoca do dia, rir da leseira que sua tia mandou, ver o meme que tá rolando por aí e cair na gargalhada pode parecer perda de tempo…mas é coisa assim que faz você não ficar chato, não levar tudo a sério demais e, pasme, conseguir levar o seu trabalho adiante. São poucos minutinhos de uma bobagenzinha de nada que fazem o resto do dia de seriedade, planilhas, planejamentos, relatórios e tudo mais fluírem bem melhor. Rir faz bem pra saúde do corpo e do trabalho em grupo! Se seu chefe reclamar, chama ele pra rir junto!

change

Quando a gente diz que “o corpo é uma máquina”, vamos lembrar que ela não é feita de metais e fios e, mesmo que fosse, precisaria de tempo para manutenções. Assim, nosso corpo também precisa dessas pausas preciosas. Lembre de fazè-las! Vai ver que são coisas bem simples, que podem entrar na rotina sem esforço algum e fazem uma diferença tremenda! Como tudo na vida, é uma questão de hábito.

Camisetas bem (mal) humoradas

Se tem uma peça de roupa quase unânime é a camiseta. Elas deixam o visual mais jovem e despojado, principalmente quando têm frases bem humoradas. E quando têm aquelas frases com um toque mais ácido, hein? Pelo menos a mim fazem rir e acho que deixam o visual ainda mais relax! Imagina um “look” mais social com uma camiseta dessas, que contraste bacana, que formaria! Sou totalmente a favor de contrapontos assim! Acho que, se você ainda não tem uma camiseta assim no guarda-roupa, deveria aderir e usar. Deixo alguns exemplos de camisetas bem-mal humoradas pra terem ideias. O link de onde as encontrei está em cada uma delas.

11149523_831032900324660_820042735269575340_ncamiseta tshirt humor 1

 

tshirt camiseta 195ecac90dc09000bfcb8a6841f166a23

f7a0b7887f07aad00d8943cb608b73c2


60f3a5904a14450a744cf2c2fa434b0c

Uma camisa divertida

camisa divertida kombi perro clothing

Antes de tudo vou logo me desculpar porque a foto não está com boa qualidade e por eu não saber fazer fotos de “look do dia” (e nem vou mencionar minhas olheiras), mas eu gostei tanto dessa camisa que resolvi colocar a foto aqui, mesmo assim.

Eu comprei essa camisa da Perro na semana passada, por um motivo bem simples: achei lindamente divertida. Apesar de normalmente eu me vestir de modo bem básico, curto peças de roupa que fujam do lugar-comum, que confiram um “tonzinho” de ousadia, como essa camisa, que é de botão – peça normalmente associada a um look mais clássico – mas tem essa estampa de kombis maravilhosa! Uma peça de roupa divertida, pra mim, acaba deixando meu dia mais leve, sabe? Eu olho e acho engraçado, legal, gostoso…simples assim. Experimenta fazer isso pra você ver como é bom!

Já que alguns amigos que viram minha foto do instagram com ela gostaram, achei por bem compartilhar aqui. Comprei, ainda, num preço sensacional, de 65 reais e, devo dizer: melhor compra! Além de bonita, o caimento da camisa é ótimo e o tecido é delicioso, o que me remetem a um item fundamental para que eu goste de alguma roupa: conforto total!

A Perro Clothing tem perfil no Instagram. Vai lá olhar e encomendar também.

P.S. Não é #ad nem jabá, hein.

P.S. do P.S. Prometo fazer um “look do dia” com foto boa, qualquer dia. :P

Os velhos 40

humor idosas mulheres gargalhando gargalhada irmãs rir dos problemas

A esta altura do campeonato, quem já deu uma lida neste blog entendeu que aqui eu tento desfazer aquela ideia de antigamente, de que pessoas de 40 anos estariam cansadas e ultrapassadas e mostrar que somos jovens, cheios de planos e dispostos. Mas, sejamos bonestos: não e sempre assim. Tem dias em que o cansaço bate mais forte do que nunca, aparecem dores aqui e acolá, as idas aos médicos ficam mais frequentes e emagrecer já ficou difícil [há anos]. Tem dias em que chego em casa depois do trabalho e já não consigo produzir nada e nos finais de semana quero relax, risadas e descanso. Só!

Então você lamenta, mas logo lembra como empre foi: no meu caso, que malhou algumas vezes, mas não com muita frequência e mais pra programações traanquilas com amigos do que de farras. Também recorda que sempre foi ao médico e que já sabia que, com o tempo, isso ficaria mais frequente – sem dramas, até porque passou a prestar mais atenção na própria saúde. .Acima de tudo você já sabe que é preciso priorizar algumas coisas na vida e deixar outras para o futuro (ou para nunca mesmo).

É aí que entra a sua porção #Novos40 nesse contexto #Velhos40: o modo de encarar! Se antes ficava arrasada com muitas coisas, agora só o problema for sério. Fica com raiva e/ou triste, normalmente, mas já sabe que não pode se deixar levar por isso e continua a sua rotina, da melhor forma que puder. Também sabe que há pessoas a quem pode dizer “desculpa, não tô lega” e ficar tudo bem.

Mas é o humor que faz a grande diferença. Aprender a rir de mim mesma deve ter sido o que melhor fiz pela minha pessoa. Não que precise justificar como se sente, mas experimenta  “é PVC!” para explicar o “não” pra balada e pra falar sobre a causa de dores nas costas  Pra quem não sabe, PVC = “porra da velhice chegando”. Mesmo que a dor seja má postura, vale usar o humor.Emende essa frase com uma boa gargalhada e vai ver que esse humor contamina você mesmo e quem estiver por perto.

Para o restante, como os posts do meu blog resolvi que farei no tempo certo, sem forçar a barra. É o melhor que cada um pode fazer por si, em qualquer idade e ocasião. Vocês concordam?

Sandra Bullock, 50 anos, a mais bonita do mundo