Tá rolando coisa boa: Festival Comida di Buteco

Costelinha da Bodega do seu Artur – foto: divulgação

Ainda falta pro final de semana, mas já está procurando o que fará no próximo finde prolongado? Dicona: está rolando o festival gastronômico Comida di Buteco. É aquele festival que divulga os bares mais simples, mas sinceros e deliciosos e faz um concurso entre as casas participantes para eleger o melhor petisco entre todos eles. Aqui no Recife são 25 bares participantes, em várias partes da cidade – zona norte, sul, oeste e Recife Antigo têm casas participando.

Casquinha de siri do bar Teatro Mamulengo. Foto: divulgação

A votação é feita pelos próprios frequentadores dos bares, que dão notas para atendimento, sabor e até temperatura da cerveja. Você até pode fazer seu próprio concurso, fazendo um tour pelos bares participantes e elegendo o que mais gostou, né? Fica a ideia! O Comida di Buteco vai até o dia 07 de maio. Para saber quais são os bares e o que cada um serve basta acessar o site do festival.

Festival Vegetariano Delícia, no Recife

Paella de Vegetais. Foto de Gustavo Gloria (Divulgação)

Olha aí a oportunidade de conhecer comida vegetariana e saber que ela pode ser cheia de sabores deliciosos: começa hoje a segunda edição do Veggie’s Life, festival vegetariano que o Grupo Cantu, de hortifruti, faz com o restaurante Dali Cocina.

Quem comanda tudo é o chef Robson Lustosa, que fez dois menus para a ocasião, ambos com entrada, prato principal e sobremesa (59,90 reais, cada menu completo). Um cardápío é ovolactovegetariano e outro totalmente vegano. É bem interessante ser surpreendida e ver que esse tipo de comida vai bem além das saladas.Entre os pratos estão “polpettini de cogumelos ao creme de ervas com julienne de crêpe”, “kafta de lentilha”, “bricks de cogumelos e algas com molho de tofu e gergelim” e sobremesas, como o “gateau de cacau, banana e nozes com calda de caramelo e cacau”, entre outras maravilhas.

Gateau Cacau. Foto de Gustavo Gloria (Divulgação)

Acho que o Veggie’s Life é, obviamente, maravilhoso pra quem já é vegetariano/vegano, mas é principalmente a oportunidade para trazer algo novo e saudável ao paladar de quem come de tudo, mas quer algo diferente que seja, ainda por cima, saudável. Então aproveita, que o festival começa hoje e vai até o dia 16 de abril – tanto para almoço como para jantar.

Saiba mais sobre a Cantu e sobre o Dali Cocina.

Cinco sentidos na Gastronomia

festival cinco sentidos

O que pode acontecer quando restaurantes de alta qualidade se reúnem em um só propósito? Só pode sair coisa boa! Pois é isso que acontece no Festival Cinco Sentidos, que junta os restaurantes pernambucanos Nez Bistrô, Cucina De`Carli, La Pecora Nera, Buca Trattoria, Dali Cocina e Oma Patisserie Bistrô. que vêm com menus com entrada, duas opções de principal e sobremesa, onde cada prato ressalta um dos sentidos.

Mais que apenas um festival como todos os outros, este ressalta o relacionamento já estreito que essas casas têm entre si, uma vez que já há algum tempo se uniram para compartilhar ideias e até fazer compras juntos e fazer intercâmbio entre profissionais da casa. O objetivo é o constante incremento da qualidade do que oferecem.

No Festival Cinco Sabores (88 reais, a experiência, com entrada, prato principal e sobremesa),  Cada prato de cada casa estimula um sentido. Por exemplo, enquanto o Sformato de Funghi, entrada do Cucina Di Carli, estimula a audição, os Buñuelos de chocolate, sobremesa do Dali Cocina, promovem o olfato. Outros exemplos: o Crostoni Bagnato do La Pecora Nera estimula o tato e o Beef Ancho do Buca Trattoria é para surpreender o paladar. Quem opta pelo cardápio Cinco Sentidos ainda leva pra casa de lembrança uma panelinha de cerâmica exclusiva do Festival. Curti a ideia. O Festival vai até o próximo domingo (18/12).

 

Tem Uol Burger Fest Rolando! Nhac!

Kwai BV

Kwai BV

Prouvot Bistrot

Prouvot Bistrot

Dicona para o domingo: se deliciar no hambúrguer!

“O maior festival de hambúrguer do mundo”. Não sei se realmente é isso tudo, mas, olha só, eu acredito no que diz a organização do Uol Burguer Fest – afinal, são 10 cidades brasileiras participando resultando em mais de 300 diferentes receitas de hambúrgueres!!!

Por aqui, Recife e Jaboatão dos Guararapes têm estabelecimentos participando do Festival, que vai até o dia 27 – 29 casas no total, com 26 receitas exclusivas. Dá vontade de conhecer cada uma delas! Uma coisa bacana é que tem uma boa variedade de estabelecimentos: hamburguerias/lanchonetes, como Kwai, Kangaroo, H3 e Moo, The Fifties, entre outras; food trucks, como MôVei, Urbanoide e The King e até hoteis – os Ibis da Conselheiro Aguiar e do Aeroporto.

Eu olhei todo o catálogo e fiquei babando nas invencionices dos chefs, então acho melhor nem sugerir. Digo logo pra você mesmo analisar tudo direitinho e se deliciar. Aproveita, que ainda tem uma semana pela frente e experimenta vários! Olha o site: www.burguerfest.uol.com.br.

Dali Cocina tem Veggie Gostoso e Sofisticado

dali

O restaurante Dali Cocina já apareceu aqui no blog e, já deixo avisado, deverá aparecer outras vezes, já que é um dos meus preferidos aqui no Recife. Desta vez vem por um motivo diferente: apesar de ser uma casa conhecida pela cozinha mediterrânea, agora venho falar do Festival Vegetariano que o restaurante promove a partir de hoje, em parceria com a Cantu (empresa de distribuição de alimentos, aqui, com vegetais), com pratos simplesmente incríveis, de tão bons!

Normalmente quando as pessoas pensam em comida vegetariana é comum ´imaginar algo como saladas sem graça, sem muita variedade, né? Bom, devo dizer que, apesar de não ser vegetariana, de comer o que me dá vontade e acho que me faz bem, tenho a boa sorte de encontrar pratos vegetarianos e até veganos (sem nenhuma proteína animal) bem criativos e saborosos. Mas esses que encontrei no Dali Cocina ainda consegue atingir outro ponto, além de saúde e sabor: sofisticação.

Veggie’s Life, festival de cozinhas vegeteriana e vegana do Dali, tem pratos do próprio chef da casa, Robson Lustosa, que foi primoroso e extremamente cuidadoso nos preparos dos pratos, uma vez que não pode haver, no caso do veganismo, por exemplo, o uso de utensílios que tenham sido utilizados para manipulação de produtos de origem animal.São dois cardápios, um restrito vegano e outro ovolactovegetariano, ambos a 42,90 reais. Para este último há a opção de harmonizar com vinhos, ficando por 69 reais. No cardápio vegano a entrada é Carpaccio de melancia e figo da Índia com mesclun de endívia, agrião e pastrique de goiaba; o prato principal, ‘Millas de milho verde com ragoût de feijão branco, cogumelos frescos e radicchio grelhado’ ou “Barbacoa de grão de bico ao molho de tofu e ervas com couscous de quinoa e legumes’ (divino!) e a sobremesa, ‘Flambée de banana pacovan com sorbet de abacate e caramelo salgado’.

Já os que optam pelo cardápio ovolactovegetariano, um pouco menos restrito têm como entrada ‘Quenelles de queijo de cabra ao creme de cenoura e aspargos” (não vou mentir, eu pedi uma “tapaué” desse prato e voltarei lá pra cobrar rs); as opções de principal são ‘Roulade de berinjela e lentilhas ao vélouté de abóbora kabocha com panaché de legumes’ e “‘Macarrons de shitake fresco e batata trufada ao molho de gryére e mostarda com mousseline de ervilha” (outro prato de que eu também adoraria ter uma “tapaué”) e, para sobremesa, uma divina ‘Bavaroise de manga haden com coulis de mirtilo e cassis’.

Se você ainda tem algum preconceito em relação a comida vegetariana, o momento de experimentar algo nessa área que eu garanto que não vai se arrepender é nesse festival do Dali Cocina. Veja bem: eu garanto! Estou usando o meu blog pra isso: se você chegou aos 40 anos de idade e ainda não experimentou um prato vegetariano pra chamar de delicioso, a hora é essa, o momento é já! ;)

P.S. Lá no almoço pra jornalistas e blogueiros eu ganhei um presentinho da Cantu e depois conto aqui o que fiz com o presentinho. ;

Imagens: Dali Cocina

No Oficina tem lagosta a gosto!

Lagosta Coral - uma enorme e deliciosa entrada

Lagosta Coral – uma enorme e deliciosa entrada

FB_IMG_1472063660339

Lagosta é um prato muito fino, né, gente? Mesmo que a gente more no litoral, assim como eu, não podemos dizer que é um prato trivial, do dia a dia, normalmente ela é servida em ocasiões especiais mesmo.

Mas como eu acho que o dia especial é aquele que a gente resolve que quer que ele seja assim, achei excelente o convite pra conferir o cardápio do Festival Lagosta a Gosto, do restaurante Oficina do Sabor, dentro da proposta (maravilhosa) do projeto Sabores de Pernambuco da casa. Era uma terça e resolvi que seria a “terça feliz de ver gente bacana”, já que sabia que encontraria outros amigos por lá.

Lagosta Tropicália

Lagosta Tropicália

Veja só, um cardápio com entrada e prato principal à base de lagosta e, ainda, uma sobremesa divina (tudo de côco, que eu amo!) por 88 reais, tá ótimo, não tá?  Ainda dá direito a uma taça de vinho, pra brindar esse dia feliz! Se for com amigos, faz como eu: combina de a outra pessoa pedir um prato diferente, prova um pouquinho pra já ter ideia do que pedir na próxima vez que for (são três opções de entrada e três de principal). Tudo combina bem com quela paisagem incrível que o Oficina do Sabor proporciona (sério, vá até a varanda!).

FB_IMG_1472063654244

Aquele momento em que a sua sobremesa é, na verdade, cinco sobremesas de côco

Aquele momento em que a sua sobremesa é, na verdade, cinco sobremesas de côco

Não é uma baita programação? Então se liga, que o festival Lagosta A Gosto vai só até o dia 10 de setembro! A propósito: eu pedi o hambúrguer de lagosta de entrada e o clássico Lagosta ao Thermidor como prato principal e amei!

Clica aqui pra acessar a página do Oficina do Sabor no Facebook.

“Comida Di Buteco” Recife mostra campeões

Jpeg

Ontem eu fui à festa de premiação do festival gastronômico Comida Di Buteco daqui do Recife. O concurso, que acontece em outras 19 cidades brasileiras tem uma dinâmica bacana: é escolhido um boteco de cada lugar e, depois, entre esses, é escolhido o melhor do país. Nos concursos locais leva-se em conta fatores que fazem o sucesso de todo boteco: petisco gostoso, bebida gelada, atendimento atencioso.

Quem acompanha o Instagram do Novos40 (segue aí!) viu o resultado, que postei ontem em tempo real. Quem não viu, repito de novo aqui:

  • Em terceiro lugar, Whiscritório, com o petisco carré suíno
  • Em segundo lugar, a Bodega de Seu Artur (mais conhecido como “Bar do Artur”), com o famoso cupim recheado
  • Em primeiro lugar, uma surpresa e um prato bem simples: deu Confraria do Seu Perninha, com o feijão preto com patinho e costela suína.

A surpresa é que Seu Perninha também foi campeão da edição 2015, no Recife. Nem ele acreditava que ganharia: “Eu não esperava. Não com esse prato, tão simples”, me disse  o “seu Zé Perninha”, em conversa, ontem. Mas, logo na sequência, ele mesmo mostrou o “segredo do sucesso” da casa: “a comida é boa, a bebida é gelada e o atendimento é rápido e atencioso”. E o que mais a gente quer num boteco, né, gente? É isso mesmo! Agora ele vai levar o prato pra competir com botecos de outros estados.

Uma coisa que todos os donos de botecos comentavam era como o festival aumenta a quantidade de clientes das casas. Isso é bem bacana e que me faz ter um carinho especial pelo Comida Di Buteco, já que normalmente os donos são pessoas simples e é comum que seus estabelecimentos sejam a única ou, pelo menos, principal fonte de renda da família – seu Perninha mesmo ressaltou que os filhos trabalham com ele. Ou seja: se o movimento aumenta, a renda também sobe. Isso é muito legal! Eu curti bastante ser jurada do festival.

Bem, a edição local do Comida Di Buteco 2016 acabou, mas se você quiser conhecer os botecos que participaram, tem a lista completa aqui.

Boteco no meio da semana: aguenta?

comidadebuteco 2015

Bar do Mamulengo (foto: organização do evento)

Na última terça-feira recebi um convite simplesmente MASSA: conhecer alguns lugares que vão participar do Festival “Comida di Buteco”, que começa no próximo dia 10. Como o nome já diz, são alguns botecos e bares daqui da cidade participando, com os seus petiscos, de um evento que tem como propósito mostrar que esses lugares tem coisas gostosas – portanto, são locais pra comer e beber bem.

Mas e aí, dá ou não dá pra encarar três bares em uma noite de terça? Era essa a proposta da assessoria do “…di Buteco”. Isso depois de passar um dia trabalhando e ter que trabalhar no dia seguinte, claro. Sim, eu fui! Comi bons petiscos, bebi (um ou dois copos de cerveja, refrigerante e água, pra balancear) e conversei com gente bacana. No dia seguinte estava novinha em folha, por um motivo simples: não exagerei – sequer voltei de madrugada, claro.

Bem, esse era um circuito em três bares – Mamulengo (Recife Antigo), Lisbela e Prisioneiro (na Boa Vista, recomendo ir às terças mesmo) e…ok, não fui ao terceiro, que era em Piedade e bem bacana, mas só porque eu precisava MESMO ir pra casa, apesar de nem ser tão tarde. Mas, caramba, como foi bom ter esse momentinho de relax! Estava renovada no dia seguinte. Só fiquei chateada em ter que ir, mas fiquei feliz em me ligar em três coisinhas:

1) Sou “maior de 40”, dona do meu nariz e posso sair quando bem quiser. Porém, de novo, sou “maior de 40” e não preciso provar nada a ninguém – então quando não quiser ou souber que não aguento, apenas não vou aos eventos (ou afins)

2) O Festival Comida di Buteco, que tem duas décadas em vários estados (começou em Minas) já vai começar no dia 10 de abril, segue até 03 de maio.

3) Serão 24 bares participantes no Recife e eu NÃO PRECISO fazer circuitão né, gente? Vai ter tempo suficiente pra ir só nos bares que eu quiser, tranquilamente.

 Pra saber mais sobre o festival clica aqui.

Concurso cultural relâmpago: Roda de Boteco Recife

festival roda de boteco 2014 recife

Oba! A sexta-feira chegou! Se tem uma coisa que boa parte de quem já chegou aos 40 anos já sabe é que “relaxar” é uma atitude de primeira necessidade. Se dedicar mais do que necessário seja lá ao que for,a  ponto de se estressar e deixar de lado os momentos felizes simplesmente não vale à pena.Acho que isso causa até envelhecimento precoce. Um desses “momentos relax” bacanas é se reunir com amigos em um bar, para papear, rir, contar novidades e, claro, beber uma “coisinha qualquer” e comer um bom petisco. Concordam?

Então vou ajudar vocês a terem um final de semana de alegria e diversão para voltar renovado para a próxima semana! É que ganhei alguns vouchers do Festival Roda de Boteco, valendo um prato do petisco que está concorrendo no concurso de cada bar, para sortear aqui no blog. Então, pensei que em vez de sortear um voucher do prato de petisco para cada pessoa, sortearei uma só, que levará para casa os cinco vouchers e fazer seu próprio “tour pelos botecos”. Que tal?

 Para participar basta curtir a página do Novos 40 no Facebook (sim, tem que curtir ou não estará classificado, tá) e deixar uma frase aqui, respondendo a seguinte pergunta: Qual a melhor sugestão para este final de semana? Fique livre para responder o que quiser! Vou chamar um time de amigos que não estão participando do concurso cultural para julgar a melhor frase. O vencedor ganhará voucher para ganhar o prato de petisco de cinco casas. Mas fiaça isso logo, porque direi o nome do ganhador ainda hoje, às 17h30!!! Depois de curtir a página pode deixar quantas frases quiser, aqui nos comentários.

Preparados? Valendo!!!

P.S. O concurso é só para gente do Recife e região metropolitana, já que os vouchers são de bares daqui:

UPDATE: ENFIM o resultado! Aos que participaram, me perdoem a demora. Consultei alguns amigos blogueiros e jornalistas, pedi que lessem os comentários e o comentário que “os jurados” mais gostaram foi o de Paula Melo! Ela vai ganhar vouchers para aproveitar petiscos de cinco bares da Roda de Boteco (entrarei em contato)! Parabéns, Paula! Aproveite, que o festival já acaba no próximo domingo! Aliás, mesmo quem não ganhou voucher aproveita, que o festival é joia, os petiscos são deliciosos e as casas são sensacionais! Agradecimentos à assessoria do Festival, pelos vouchers. Em breve haverá outras promoções aqui. Se liga, povo! ;)