Dia da Mulher – Links Interessantes

O dia é de luta, conscientização, de entender que somos mais e que temos que exigir o que deve ser nosso: respeito, espaço, direito de ser o que quiser. Reuni alguns links que encontrei hoje e achei interessante compartilhar com vocês, sobre o tema:

É isso. Que sigamos na nossa jornada e que possamos mesmo ter, um dia, o 08 de março como uma data para celebrar conquistas.

Dia da Mulher – o que você quer de verdade?

O Dia Internacional da Mulher tem origem controversa, mas o objetivo creio que todo mundo saiba: lembrar a luta das mulheres pelos seus direitos, pela igualdade, pela não-violência. Eu não me importo que me desejem “feliz dia”, que me deem rosas ou chocolates – acho apenas que são pessoas que ainda não compreenderam o que é o dia de hoje.

Este é um dia não para comemorar, mas para lembrar a todo mundo que mulheres tem direitos, que ainda vivemos em uma sociedade sexista, onde muitas mulheres ganham menos fazendo o mesmo trabalho que homens, que a violência doméstica não deu trégua e ainda há quem ache que o sexo feminino existe apenas “para servir”.É absurdo que ainda há quem pense assim nos dias de hoje – mulheres, inclusive!

Então, pensando nisso tudo, me ocorreu que ao longo da vida a gente se pergunta várias vezes “o que eu quero?”, mas parece que quando os 40 anos chegam essa questão soa ainda mais alto dentro da cabeça. Percebemos quantas vezes fizemos o que não queríamos, começamos a enxergar barreiras que tentam nos empatar de ir adiante em realizar nossos desejos – algumas delas dentro de nós mesmas.

Sendo assim, sugiro que este dia seja usado também para que nós, mulheres, pensemos “o que eu quero pra mim, de verdade?“. Ao pensar nisso só existe uma atitude possível para alcançar: siga adiante! Você pode querer ser desbravadora ou clichê, o importante é que se respeite e se faça feliz. A pergunta é importante para que você possa separar o que quer daquilo que os outros querem de você, mas que assumiu como se fosse o seu desejo – mesmo sem ser.

Empoderamento feminino, educação de meninas (e dos meninos, para que o machismo não seja perpetuado), consciência da igualdade são expressões que passam cada vez mais a fazer parte do cotidiano e isso é muito bom. Ainda há um longo caminho a percorrer. Percorramos, então.Deixo para vocês alguns links que merecem ser lidos neste Dia da Mulher:

He for she – um movimento solidário pela igualdade de gêneros

Esse texto na revista TPM

Esse texto da Aline Valek

Essa matéria no site da ONU