Receita: Torta salgada com massa de grão de bico

torta salgada com massa de grão de bico

Tenho aproveitado minhas férias (vão até dia 14, portanto podem me convidar pra passear, viajar, me divertir rs) para, entre outras coisas, cuidar da saúde. Depois escrevo um post mais detalhado, mas estou tentando seguir (com uma escapadinha ou outra, rara) uma alimentação cheia de restrições, uma dieta, por causa de uma gastrite bem braba. Entre outras coisas, a minha médica gastroenterologista (ufa!) me disse pra tentar evitar trigo branco, desses comuns.

Ainda escorrego e como, vez perdida, um pãozinho francês, por exemplo, mas aproveitei as restrições pra conhecer alguns ingredientes autorizados que tinha vontade de experimenta, como a farinha de grão de bico. O grão de bico em si é uma coisa que já gosto bastante, mas como estava afim de fazer uma torta salgada há dias, queria usar farinha de trigo e já tinha visto farinha de grão de bico lá no Empório Vegetal, resolvi comprar e fazer a substituição.

Antes de dizer a receita, queria contar umas coisas boas sobre o grão de bico pra vocês: é rico em fibras, ajuda a controlar o nível de glicose, tem poucas calorias e, uma das coisa mais sensacionais: tem triptofano, que ajuda a produzir serotonina, que é aquela substância que dá uma sensação de bem-estar em alegria. Vê que coisa boa! Se sentir assim, vale lembrar, deixa a gente até mais jovem e disposto! Não são os únicos benefícios dessa leguminosa – faz aí uma busca no Google e vai achar vários outros benefícios.

Mas vamos a receita:

Não tem. Desculpa, gente, mas não tem uma receita certinha, com medidas e pronto. Apenas fui testando coisas e usando o que havia na geladeira mesmo. Mas vamos lá, relembrar:

  • Duas xícaras e mais um bocadinho de farinha de grão de bico
  • Uma xícara de água morna
  • Sal
  • Azeite

Misturei tudo até virar uma massa que não fique muito grudada nas mãos – então vai acertando o ponto aí. Depois untei e enfarinhei (com a farinha de grão de bico mesmo) uma forma de aro removível pequena e forrei com a massa de grão de bico. Aí fui colocando o que tinha:  um bocado de frango desfiado, rodelas de cebola, cenoura ralada, e duas colheres de sopa de um requeijão de soja sabor provolone (juro) que comprei. Mas, olha, pode ser requeijão comum, palmito, queijo, ovo cozido, atum…vê aí o que você tem pra colocar na torta e coloca. Temperei com sal e cúrcuma (por isso o recheio tá amarelinho). Misturei, coloquei por cima da massa e salpiquei noz moscada por cima. O pulo do gato foi cobrir o recheio com dois ovos batidos. Pronto, foi ao forno até que o palito que coloquei no meio saísse praticamente limpinho e a borda já estivesse firme, mas sem queimar.

Pronto, ficou bonita e uma delícia! Vai fazendo aí, do seu jeitinho, inventa algo e depois me conta. Bom apetite!

P.S. Tem muita gente que faz a massa cozinhando o grão de bico e passando ele no processador depois. Mas, como a massa existe, resolvi fazer de modo mais prático.

Os benefícios da Sardinha (+ receita de boteco)

Imagem: Comida di Buteco

Imagem: Comida di Buteco

Uma coisa que sempre me fascinou  – a ponto de eu ter pensado em ser nutricionista, um dia – é ver o que certos alimentos podem fazer pela saúde e beleza das pessoas. Um alimento que muita gente nem imagina que pode fazer tão bem é a sardinha.

A gente fala tanto no ômega 3 do salmão, tão caro, que nem se liga que a sardinha, peixinho bem mais barato, fácil de encontrar e que rende boas receitas, também é fonte de muita coisa boa: proteína, cálcio, vitaminas A, C e do complexo B, selênio, ferro e magnésio. Bom para o cérebro, para o coração para reduzir pressão e colesterol e até para a beleza! Não é à toa que esse peixinho foi eleito como um dos 150 alimentos mais saudáveis do mundo.

Então eu fiquei bem feliz quando a organização do festival Comida Di Buteco me enviou uma receita maravilhosa, de Sardinha ao Molho de Tomate, do Bar Sem Nome, que fica no bairro do Janga, aqui pertinho do Recife. Vê que delícia:

Ingredientes
1 quilo de sardinhas frescas
1/2 quilo de tomates
1 xícara (chá) de azeite
1 cebola picada bem miudinha
Sal
Limão
Alho
Louro
Pimenta do reino a gosto

Modo de preparo
Limpe as sardinhas, tempere com limão, alho, louro, sal e pimenta-do-reino. Ponha azeite no fogo e frite a cebola picada; junte os tomates e, quando estiverem bem derretidos, passe numa peneira. Volte ao fogo com as sardinhas temperadas e deixe cozinhar durante 30 minutos em fogo brando.

Simples, né? É isso mesmo e por isso tão gostoso! Isso acompanhado de uma cervejinha fica uma coisa maravilhosa, viu? Me animei pra fazer o prato no final de semana – quis compartilhar a receita com vocês antes mesmo de fazer, que é pra dar tempo de vocês também prepararem. Mas, caso você não queira preparar, corre lá no Bar Sem Nome, que esse é o prato servido por ocasião do Comida Di Buteco e o festival já acaba neste final de semana! Aproveita! É isso – bom final de semana. ;)

Cabelo cinza está na moda!

cabelo prata granny grey silver cinza cinzento hair

Já viram essa? A moda agora é ter o cabelo na cor cinza! Gente famosa e anônima tem aderido a esse estilo, adotando um tom meio “fumaça” às madeixas. Tem que ter uma certa ousadia mesmo, não acham? Tem cinza clarinho, quase grafite e até o branco branquíssimo mesmo. Alguns pintam o cabelo por completo e outras pessoas só fazem algumas luzes. O estilo é também conhecido como “granny hair”, ou seja: cabelo da vovó. Se você resolver aderir é bom estar alerta a alguns pontos:

  • Pra chegar ao tom cinza primeiro é preciso descolorir bastante o seu cabelo. Então é importante escolher um bom profissional e usar bons produtos, além de fazer um teste antes, em um cacho do seu cabelo, pra não correr o risco de ficar careca ou ter alguma alergia.
  • É muito fácil confundir luzes acinzentadas com cabelo que está começando a ficar grisalho. Isso não é problema algum, mas veja se é o que quer.
  • Como se trata de descoloração + tinta é preciso fazer hidratações intensas constantemente.
  • Existem xampus próprios para cabelos cinzentos – o mesmo para não deixar os fios brancos amarelados.

Pra quem acha que a moda só serve para gente novinha-moderninha que não tem um fio branco natural, olha aí essas fotos:

granny hair cabelo branco cabelos cinza grey

Bom, tomara que essa moda permaneça. Acho que pode ser bom para quem quer assumir os fios naturalmente embranquecidos sem um pingo de insegurança.