Bohemian Rhapsody: pura emoção!

Se eu puder dar um “conselho cinematográfico” para você, fique com este: vá assistir o filme “Bohemian Rhapsody”, biografia do Queen e, mais precisamente, do vocalista Freddie Mercury. Vi na semana retrasada, logo que estreou e, desde então, pensei em dizer isso aqui no blog: simplesmente VÁ! Fui deixando pra depois e depois, mas, enfim…se gosta minimamente de alguma música do grupo, se sabe algo da história de Freddie, se curte rock, de forma geral ou se quer apenas ver como se dá o processo de construção do sucesso de uma banda, do seu início até o auge. Gostei demais!

O roteiro de Anthony McCarten mostra como os quatro componentes da banda se reuniram e seus altos e baixos, mas o foco está mesmo na vida de Freddie, desde quando era um desconhecido funcionário de aeroporto, passando pela sua evolução e sucesso, a extravagância nos palcos, os amores, o modo de viver (sexo, drogas, bebida), o momento que descobre que é portador do HIV e, claro, muitos shows.

Alguns críticos reclamaram do filme ser muito raso, pois eu digo que a vida de Freddie foi intensa demais pra caber em tão pouco tempo – não que seja um filme curto, mas simplesmente não dá pra se aprofundar demais (mas garanto que passaria ainda mais um bom tempo no cinema, pra ver mais do Queen). Como muitos já disseram, o ator Rami Malek está muito bem no papel do personagem principal. O filme é emocionante, deixa saudades e, evidentemente, é feito pra cantar junto – solte a voz, que provavelmente as outras pessoas que estarão na sala com você farão o mesmo. Recomendo.

Olha o trailer aí!

Uma playlist para as crianças de mais de 40 anos

Feliz Dia das Crianças, gente!

Mas o que faz isso em um blog para pessoas que têm a partir de 40 anos? Já fomos crianças, ora essa, e a gente nunca deveria deixar de ser, pelo menos um pouquinho – fora que entre os leitores do blog muitos tem filhos.

Então vou deixar um presente para relembrar a infância dessa turminha: uma playlist no Spotify com aquelas músicas que passaram nas noites da Globo. Tem Pirlimpipim, Arca de Noé e Plunct Plact Zum da TV, Os Saltimbancos (do teatro) e Os Saltimbancos Trapalhões (do cinema). Ouçam e aproveitem!

Que tal Idris Elba como novo Bond?

Rumores dão conta de que o inglês Idris Elba está super cotado para fazer o próximo James Bond, agora que Daniel Craigh se aposentou do personagem. O ator de 44 anos, que também é DJ e produtor musical, é conhecido pelos seus papeis nas séries Luther e The Wire. Talentoso, já se sabe que ele é. Além disso, como se sabe, James Bond é um personagem que evoca charme e isso, convenhamos, Idris Elba tem de sobra – é considerado um dos atores mais sexies da atualidade.

O que você acharia dessa escolha?

Rainha do pornô se aposenta aos 80

O título já diz tudo: Maori Tezuka, rainha do pornô japonês resolveu se aposentar esta semana, aos 80 anos. Isso é a cara do Novos40 porque um dos objetivos aqui é mostrar que nunca é tarde demais pra começar alguma coisa – mesmo quando se trata de se tornar uma estrela do mercado pornográfico – e, pasme, ela que era cantora de ópera, começou a participar de pornôs aos 71 anos!

Preconceito meu ficar tão espantada, mas, confesso, fiquei mesmo bem surpresa em saber que no Japão é bem forte a indústria da “geronto-pornografia” – isso mesmo, pornô “idoso”! Não é sensacional, que a sexualidade na terceira idade tenha mercado? Mas, veja, 1/4 do Japão tem mais de 65 anos de idade e eles sabem tratar essa fase da vida com um respeito inigualável!

Maori diz que o único problema que tinha era quando os homens com quem contracenava não eram do ‘seu tipo”, que isso tornava o trabalho mais difícil, mas, avisa: não descarta um retorno ao pornô. Um dos atores da indústria pornográfica mais famosos do Japão é Shigeo Tokuda, de 82 anos.

Marion Cotillard, 41, grávida

marion-cottilard

A atriz francesa Marion Cotillard anunciou há poucos dias que está grávida do seu segundo filho, isso poucos dias depois de ter sido jogada no meio de um dos boatos da separação de Brad Pitt e Angelina Jolie (e logo ter dito que não tem nada a ver com o assunto do casal). Cotillard, que tem 41 anos, é conhecida, entre outros filmes, pelos seus papeis em Piaf (pelo qual ganhou o Oscar), Inception e Big Fish, entre outros.

Foi ela mesma que anunciou a gravidez, há duas semanas, pelo próprio Instagram, com um post com verdades bem ditas pra quem estava dizendo o que não devia, já que ela acabou falando nisso só porque estavam dizendo que ela seria o pivô da separação do casal Brangelina (isso porque ela está lançando um filme com ele)!

marion-cotrillard-post-pregnant

“Esta vai ser minha primeira e única reação à notícia-turbilhão que quebrou 24 horas atrás e que eu estava preso em mim. Eu não estou acostumada a comentar sobre coisas como esta, nem levá-las a sério, mas que esta situação é uma espiral e afetando pessoas que eu amo, eu tenho que falar. Em primeiro lugar, muitos anos atrás, eu conheci o homem da minha vida, pai do nosso filho e do bebê que está esperando. Ele é o meu amor, o meu melhor amigo, o único que eu preciso. Em segundo lugar àqueles que têm indicado que estou arrasada, estou muito bem, obrigada. Essa conversa elaborada não é angustiante.
E a todos os meios de comunicação e os inimigos que são rápidos para julgar, eu sinceramente desejo-lhe uma rápida recuperação. Finalmente, eu faço muito desejo de que Angelina e Brad, tanto a quem eu respeito profundamente, vai encontrar paz neste momento muito tumultuado.
Com todo o meu amor”.

De tudo isso, só uma coisa: que desnecessárias, essas fofocas. Nada a dizer sobre o casal, mas muita saúde a Marion, a nova mamãe quarentona, e seu bebê! :)

Jackie, por Natalie, fabulosa

Nunca houve dúvidas de que faltava um grande e fabuloso filme sobre a vida de Jacqueline Kennedy [Onassis]. Ao assistir esse trailer, não resta dúvidas: Natalie Portman é a escolha certa para viver a eterna primeira dama americana. O filme é dirigido pelo chileno Pablo Larrain e tem estreia prevista para dezembro.

Bridget Jones vai ter um Bebê!

bridget-jones-gallery-01

Fui ver o novo filme de Bridget Jones, O Bebê de Bridget Jones” e, devo dizer: fui com um pé atrás, porque quando li o último livro da série, “Bridget Jones: Louca pelo Garoto” (Helen Fielding), eu não curti, perdi um pouco do encanto pela nossa querida jornalista britânica, sabe? Mas, enfim, recebi o convite pra ir à cabine de jornalistas do filme e recuperei todo o amor, carinho e amizade por Bridget, essa nossa amiga querida, que bem poderia ser uma leitora do Novos40, já que tem 43 anos.

bridget-jones-gallery-06

Enfim, fiz uma listinha de dez impressões, pensamentos e outras coisas bem minhas sobre O Bebê de Bridget Jones:

  1. O filme não tem um roteiro baseado em livros Bridget. É como se fosse feito nos  “livros apócrifos” a respeito Jones. Portanto, você não vai ter lido sobre essa fase, o que é bem bacana, pra se surpreender – como se algumas coisas não fossem bem previsíveis em comédias românticas, né?
  2. Príncipe encantado, que não tem título de nobreza, mas é rico pra danar e que coloca sapatinho no pé e tudo? Só mesmo numa comédia romântica! Se ele for Patrick Dempsey, ainda…eitAH!
  3. O descaso com que ela trata a profissão no livro “Bridget Jones e o Garoto” é o mesmo de “O Bebê de Bridget Jones”…e não acho que é por também ser jornalista, mas por saber quanto valorizo ter meu próprio dinheiro, mas isso me irrita na personagem, desde sempre.
  4. Continuo querendo ser amiga dos melhores amigos de Bridget – e dela, claro.
  5.  Bacana o modo como os possíveis pais do bebê de Bridget  (e o pai dela) a tratam, nesse imbroglio – confesso que esperava, já com pedras nas mãos, algo mais machista de Mark Darcy – que, aliás…
  6. Mr. Darcy, que evolução, hein…envelhecendo com a mente bem melhor, ahn? Tô curtindo…
  7. Também quero fazer um camping, ou melhor, um glampimgo tal acampamento com glamour (glamour + camping = glamping). Ridículo, eu sei, mas e daí? Depois dos 40 adoraria me dar esse luxo, isso sim! Aliás, falei sobre esse tipo de acampamento em um post antigo aqui no blog, viu?
  8. Não fui a única do cinema a rir de me acabar. Todo mundo que estava no cinema se acabou em gargalhar. :D
  9. Ok, preciso confessar: me emocionei em várias cenas e até caíram algumas lágrimas. Lembrei do namorado que foi ao cinema comigo assistir o primeiro Bridget Jones e eu achava ser meu Mr. Darcy, em 2001 (o namoro acabou no ano seguinte), lembrei dos diários que tive, da possibilidade de ser uma quarentona solteira e…caíram lágrimas.
  10. Enfim, lembrei que ano que vem farei 43 anos, idade da personagem, que, no filme está grávida e eu não tenho filhos e nem sei se quero tê-los!  Mas o filme, no final de contas, é sobre um novo passo na vida da personagem.

bridget-jones-gallery-05

É isso: compre o pacotão de pipoca e vá curtir a jornalista britânica mais amada, que agora também é #Novos40: aos 43 anos, O Bebê de Bridget Jones é bem filme mesmo, totalmente irreal,, comédia romântica boa de assistir, que a gente queria que acontecesse, pelo menos uma partezinha e é pra se divertir, não pra analisar. Estreia na próxima quinta-feira (29) nos cinemas. A diversão é mais que garantida!

Fotos: Divulgação

50 Tons Mais Escuros: O que Virá por aí?

O que acharam do trailer, lançado esta semana, do filme 50 Tons Mais Escuros, a sequência de 50 Tons de Cinza?

Já deu pra sentir um pouco do que vem por aí, né? Grey doidinho pra reconquistar Anastasia. Mas é aquela coisa, né? Parem com o exagero, trata-se um filme legal e divertido,mas é um romance quase romântico mesmo, do tipo príncipe encantado e mocinha pobre, historinha de amor um tiquinho apimentadinha, com aquelas dosezinhas de ciúme, insegurança e afins de livros estilo Sabrina/Bianca, bem antiquados, mas bacaninhas e sacaninhas.

Paremos de querer analisar e dizer que é o ápice da safadeza. Apenas curta, se divirta, É isso. Que venha o sr. Grey!

P.S. Relembre aqui o que escrevi quando o primeiro filme da série foi lançado.

Novo Bridget no cinema: voltei a me empolgar

Confesso que não estava nem um pouco animada pro novo filme de Bridget Jones que está pra chegar aos cinemas. Mas é que eu não havia lido nada a respeito e jurava que era baseado naquele último livro do qual eu já havia escrito aqui no blog e que eu não havia curtido, lembra? (quem não lembra lê agora rs). Mas aí, às vésperas do filme estrear, voltei a me animar…

Revi esse trailer

Bridget 

 

Vi Renèe ZellWeger linda, na pré-estreia, na Inglaterra e junto dos lindões Patrick Dempsey e Colin Firthbridget

Sobre as fotos acima duas coisas a dizer:

  1. Que vestido fantástico, esse vestido de seda azul Schiaparelli, midi, com um broche maravilhoso, adornando uma fenda divina e um ombro só…qual o melhor elogio, gente? Apenas quero esse vestido pra mim!
  2. Lembrem que Renée tem 47 anos, Patrick tem 50 e Colin tem 55 anos e os três estão sensacionais! E danem-se vocês que ainda falam mal das plásticas e procedimentos que ela fez, que agora estou achando ela ótima, sim! Cada um faz o que quiser pra se sentir bem, afinal.

O filme tem previsão pra chegar por aqui lá pelo dia 29 e eu JÁ QUERO ver Bridgetzinha grávida, louca, enjoada, com nenem nos braços, disputada por dois homens lindos-e-maravilhosos e…gente, voltei 12 anos no tempo?

 

Vá em paz, Bud Spencer!

Imagem: TVM

Imagem: TVM

Ontem morreu Bud Spencer, o eterno dupla de Terence Hill em muitos filmes que fazem parte da infância de muitos que estão 40 anos de idade. Ele estava com 86 anos e morreu de causas naturais. Bud, que na verdade se chamava Carlo Pedersoli, era italiano, começou a carreira de ator em 1949 e ficou conhecido principalmente pelos filmes tipo western spaghetti e pelas comédias bobas, bacanas e cheias de pancadas, estilo Trapalhões.

Aliás, aqui alguns outros fatos sobre Bud Spencer que são menos conhecidos do que sua carreira como ator:

  • Foi nadador profissional, inclusive competindo nas Olimpíadas de 1952
  • Foi funcionário do consulado italiano e até morou aqui no Recife, entre 1947 e 1949
  • O primeiro filme em que atuou foi o drama épico americano Quo Vadis
  • Ele falava seis idiomas
  • Era piloto de avião e helicóptero e até teve a própria companhia aérea

Basta colocar “Bud Spencer” no Youtube que você vai encontrar vários filmes dele, como esse aí embaixo, “Dois Tiras Fora de Ordem”, de 1977, em dupla com Terence Hill (que, aliás, ainda está vivíssimo, trabalhando como produtor, aos 77 anos).

Vá em paz, Bud! Você nos deu muitos bons momentos, cheios de boas gargalhadas!