A origem do pau de selfie

mão aço mão biônica pau de selfie origem

Post rapidinho e bobo, só pra descontrair. Logo que lançaram o pau de selfie, aquele que o povo usa pra fazer retrato de si mesmo, com o celular*, pensei “mas eu não já vi esse equipamento em algum lugar, minha gente?”. Depois de tempos foi que lembrei: só pode ter sido inspirado na “mão biônica”, aquele brinquedo que quem viveu a década de 80 (portanto, os quarentões de hoje), conheceu bem.

Existia a “mão de aço”, que era um gancho e a “biônica”, em forma de mão mesmo. Serviam para “pegar coisas” e cutucar pessoas, mas tenho certeza que se o celular existisse naquela época,  a mão biônica teria alguma função ligada a ele – talvez até mais do que o pau de selfie tem hoje. Concordam?

* Apenas pra dizer que não tenho nada contra paus de selfie, hein? ;)

Brinquedos das décadas de 70/80

Ontem foi o Dia das Crianças, você sabe. Podem reclamar que é “data comercial” (e é mesmo) e tudo mais, mas ganhar presentes nesta época era tão bom! Então, ainda no clima da data, você que tem por volta dos 40 anos e foi criança entre as décadas de 70 e 80 deve lembrar de alguns brinquedos bem bacanas. Listei alguns pra gente relembrar! Dá uma olhada:

brinquedos década 70 80 meninos

Para os meninos, muito movimento. Além do futebol, havia outras brincadeiras de rua, como bola de gude, empinar papagaio (pipa) ou rodar pião. Claro que muitas meninas participavam dessas brincadeiras “de meninos”. Aliás, o boneco Falcon normalmente virava “marido da Susi” (a ancestral da Barbie) e o Playmobil era ótimo pra brincar de casinha (eu mesma brinquei muito com os dos meus primos). Coloquei o Aquaplay aí, mas ele era um brinquedo unissex (tive um em que tinha que colocar um palhaço dentro do barril). Entre os brinquedos “de dentro de casa”, autoramas e ferroramas (de trenzinho) eram super-desejados por eles.

brinquedo meninas

Para as meninas, bem, boneca era mesmo o principal brinquedo. Bonecas, panelinhas, maquininhas de costura…sim, era quase um “treinamento’ pra ser dona de casa. Antes que comecem as reações digo logo que isso não transformou todas as meninas em mulheres altamente prendadas e que não trabalham fora…aliás, já era uma época em que muitas faziam o que queriam. E nós também brincávamos na rua, de bola, amarelinha (aqui a gente chamava de academia), com ou sem os meninos, que também entravam nas brincadeiras de elástico ou pular corda. Aliás, outra coisa simples e muito bacana eram as bonecas de papel com roupinhas (também em papel, claro) pra trocar, vendidas em bancas de revistas.

brinquedos todos

Ainda tinha aqueles brinquedos que todo mundo curtia brincar junto. Jogos de tabuleiro, aquele bate-bate de bolas (não sei o nome disso até hoje, mas lembro bem da dor quando pegava um dedo), ou vai-vem e o videogame eram assim. Sem falar no robô Arthur, que era muito desejado, mas poucos ganhavam (era um trambolhão…lembro que minha mãe disse que me daria se ele lavasse os pratos…claro que não ganhei…rs). E, pra completar, tinha o ioiô da Coca-Cola que de tempos em tempos vira moda novamente…mas não duvido que hoje viesse em forma de app para celular.

E aí, relembrou de algum brinquedo?Sentiu falta de algum? Diz aí qual era o seu preferido!