Os anos 70 de volta à TV: Boogie Oogie!

bo

Quem está na “casa dos 40” hoje nasceu pela década de 70, correto? Então pode celebrar: vamos ver esse período em que nascemos e/ou começamos a nossa infância na TV, através da nova novela das seis da Globo, Boogie Oogie, que estreia hoje.

A novela, que, pelo que dizem, será bem clássica, daquelas com humor, romance e mistérios, se passa em 1978 – eu tinha quatro anos de idade, portanto. Não lembro de muita coisa daquela época, claro. Mas lembro de, mesmo bem pequenininha, de algumas roupas, brilhos e cores bem fortes. Os mais velhos devem lembrar mais, claro. Os mais novos, mesmo não tendo vivenciado o período, sabem do que se trata e que é um visual divertido.

A primeira coisa que pensei foi na novela Dancin Days, que passou na TV justamente em 1978 e foi hit na época, inspirando a moda, festas e até comportamentos, já que era o início dos tempos de Gilberto Braga na TV, que trouxe uma novidade: a alta classe e a classe média em conflito. Porém, o autor de Boogie Oogie, Rui Vilhena, nega a influência daquela novela que teve Sônia Braga como grande estrela, no papel de Julia Mattos, na trama atual. Mas as homenagens existirão, basta olhar a foto abaixo, com “look Julia Mattos”, que não deixa negar.

boogie oogie dancin days

A outra coisa que pensei? “Meu Deus, a década em que nasci já é considerada ‘novela de época!”. É engraçado –  ou assustador e estranho – constatar isso, não acham? Mas é a constatação mais óbvia: o tempo passa e logo, logo teremos novelas “de época” com mega ombreiras e roupas neon, retratando os anos 80. É assim mesmo.

Bem, Boogie Oogie promete, já que a sua chamada já diz muito: “a festa vai começar!”. O que eu sei é que pensei logo nas minhas meias dancin days, que usei quando era bem criança, mas lembro que eram soquetes douradas com vermelho e que suavam pra caramba os pés! Estou doida pra ver muita cor e brilho pelas ruas e muito som de “discoteca” nas festas da vida. Preparados para entrar na pista?

P.S. Vale lembrar: era o período da ditadura militar, mas não sei se isso estará presente na novela, por isso me detive a escrever sobre cores, ritmos e alegrias. ;)