Jaca é a fruta da vez

jaca jackfruit jack fruit fruta

A jaca está longe de ser uma unanimidade. Há os que adoram (eu!) e quem odeie (muitos). Tudo porque a danada tem um cheiro fortíssimo, aparência estranha, é pesada (dificilmente você comprará uma na rua e levará na bolsa a caminho do trabalho, por exemplo) e ainda tem uma gosma grudenta, difícil de tirar da mão.

Mas não é que essa  fruta vem sendo bastante observada nos Estados Unidos? Foi o que li no Business Insider esses dias. A primeira questão sobre a jaca é sobre os benefícios sociais: por seu plantio ser de baixo custo, pelo aproveitamento total que se pode ter dela (“carne” e semente para alimentação, casca para fazer tintura e caule para madeireiras, por exemplo)  e por seus nutrientes, pode ser uma boa solução para populações de países em crise.

Mas descobrir que a jaca, lá fora conhecida como jack fruit, é bem saudável é um passo pra imaginar que já, já o povo todo pode ter a frutona como um prato do dia a dia. Dá uma olhada:

  • Tem vitaminas C e A (esta é boa para os olhos)
  • Possui antioxidantes – bom pra pele, visão e pra aumentar a imunidade. Ajuda a retardar o processo de envelhecimento do corpo.
  • Além dos antioxidantes também tem flavonoides e fitonutrientes. Juntos,, podem proteger o corpo contra o câncer.
  • Tem alto nível de potássio, que pode ajudar a baixar a pressão
  • Possui muitas fibras, que ajudam no processo de digestão
  • Jaca tem cálcio, que é bom para os ossos
  • As sementes (experimente comê-las cozidas, como se fossem amedoim) tem cálcio, potássio, proteína e ferro.

Alguma dúvida de que já, já vamos encontrar produtos à base de jaca nas lojas de produtos naturais? Aqui pelo Recife é bem comum encontrar gente vendendo já os gomos da jaca separados, em um saquinho, com um palito pra comer – isso facilita bastante. O sabor é super docinho, bem gostoso. Tenho amigos que fazem “carne de jaca”, que nunca experimentei e no site do Business Insider vi que tem quem asse na churrasqueira, faça molhos e outras variações que fiquei doida para experimentar. Mas se não quiser nada complicado e aí onde você mora também é fácil encontrar essa fruta na feira ou nas ruas, se antecipe à tendência e a consuma in natura mesmo, que faz muito bem!

Para saber mais, olha a matéria (em inglês) do Business Insider e essa outra no site Mundo Boa Forma.

Vitamina C para retardar o envelhecimento

laranja vitamina c novos40 40 anos

Existem vários alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento, influenciando inclusive na aparência da pele. Entre eles, estão os ricos em vitamina C. Cremes e outros produtos de beleza com essa vitamina – a concentração dela nesses produtos tópicos depende de orientação médica –  como componente principal já são bem comuns há tempos por neutralizarem radicais livres e auxiliarem na produção de colágeno.  Acho que nunca os usei, vocês já usaram cremes com vitamina C? Fez diferença?

Mas, sim, ingerir vitamina C também faz bem e não é só para prevenir gripes e resfriados. Aliás, isso se dá porque ela fortalece o organismo. Além da saúde, a ingestão dessa vitamina também é boa para a pele, pois suaviza rugas, melhora a elasticidade da pele, combate radicais livres e é cicatrizante (por isso que servem tantas coisas com vitamina C em hospitais, principalmente em pós-operatórios). Ela até ajuda a proteger contra os raios ultravioleta! Tudo contribui para retardar o envelhecimento da pele.

Onde encontrar essa vitamina “milagrosa”, você já sabe, mas não custa relembrar: laranja, limão, acerola são bem conhecidos, mas sabia que você também pode encontrá-la em grande quantidade na goiaba, caju, caqui, couve-flor, morango e até brócolis? Ainda existem cápsulas, efervescentes e comprimidos de vitamina C para tomar como suplementos à alimentação também são fáceis de encontrar – os médicos ainda não chegaram a um consenso sobre o que seria exagero nesse consumo e se isso faria bem, mal ou não teria efeito. Portanto, incluí-la em uma alimentação bem variada é mesmo a melhor dica. Bom pra saúde, ótimo para a beleza.