Alimento fonte da juventude: feijão

O feijão, junto ao arroz, sempre formou a “dupla dinâmica” da gastronomia brasileira. Com o tempo, em busca de praticidade, muita gente acabou deixando a preferência pelo prato de lado. Mas o que muita gente não sabe é que o feijãozinho nosso de cada dia faz um bem danado à saúde e não deveria ser dispensado tão facilmente assim.

Só pra citar algumas coisas que o feijão pode fazer por você:

  • Ajuda a combater a anemia
  • Tem poucas calorias (isso o feijão comum, não vale pra “aquela” feijoada, hein?)
  • Tem alto poder de saciedade – deixa mais tempo com menos fome
  • Tem Vitamina B – reduz as inflamações do organismo
  • Tem proteína e fibras – boas para o coração
  • É rico em manganês – isso o torna um bom antioxidante
  • Tem Vitamina K – protege as células contra o estresse e oxidação. Também é ótima para o cérebro e o sistema nervoso.

Viu só? Uma verdadeira fonte de saúde que pode manter seu corpo forte e até mais jovem! Vamos voltar a valorizar o feijão do almoço, gente! Adiciona aí no PF, marmita ou “comida no peso” da semana!

Valores Nutritivos da Ceia de Natal

 

Chegou a véspera de Natal! A noite de hoje é, para muitos, de se fartar de pratos especiais, na ceia natalina. Se você pensa que os pratos da ceia só servem para encher barriga e não trazem nada de bom, está muito enganado. Fiz o infográfico abaixo pra mostrar o valor nutritivo de alguns alimentos típicos desta noite:

Mas, vale lembrar: nada de exagero! Se comer com a devida parcimônia, o jantar natalino, além de ser um momento festivo e gostoso, também será bem nutritivo!

Feliz Natal!

Saúde: benefícios da uva passa

passas

Dezembro se aproxima e já começou a “guerra das passas” – os que colocam elas no arroz e em vários outros pratos natalinos e os que as detestam, mesmo que seja umazinha só. Eu sou do time que ama, seja misturada em alguma comida seja pura mesmo, como um confeito. Você sabia que as passas têm vários benefícios para a saúde? Listei alguns:

  • É cheia de nutrientes: vitaminas A e B, cálcio, cobre, ferro, manganês, potássio e zinco são alguns deles.
  • Tem fibras e poder laxativo. Pra quem sofre de prisão de ventre, é um bom regularizador do funcionamento intestinal.
  • Ótima fonte de energia. Atenção, atletas de plantão – e quem mais precisar de uma forcinha.
  • Faz bem aos dentes! Sim, mesmo com todo o docinho dela, as passas são boas para a dentição por causa do ácido oleanólico que elas têm e ajuda na proteção contra cáries e bactérias.
  • Tem cálcio! Bom para ossos e dentes.
  • Por conter ferro, ajuda a combater a anemia.
  • Pode ajudar a baixar a pressão arterial
  • Faz bem aos olhos
  • Tem arginina, que aumenta a libido – ajuda, portanto, a melhorar a sua vida sexual.
  • Tem resveratrol. Pra quem não sabe, é tido como a “fonte da juventude”, por muitos. É antioxidante e há médicos que apontam que pode prevenir contra certos tipos de câncer, além de Alzheimer e Parkinson.

Apenas duas observações: quem tem nível de açúcar alto não deve consumir passas e sim, tem muitas calorias – mas ninguém vai comer meio quilo de passas de uma só vez, afinal, basta uma porçãozinha e tá bom. As propriedades das passas são maiores do que as das uvas porque estão concentradas, já que estão sem água.

O grande segredo dos famosos está na cama!

Jennifer Aniston, Serena Willians, Kim Cattrall declararam recentemente ao The Huffington Post qual o seu grande segredo do sucesso, para estarem bem, com saúde, boa mente e cheios de energia, entre outras coisas: dormir bem.

Pois é, simples assim. Dormir uma boa noite de sono faz uma diferença danada pro corpo e pra mente – aquela sua falta de memória ou exaustão constante pode não ser “culpa da idade” como você vive dizendo, mas apenas você que está dormindo pouco, hein? Fiz um infográfico mostrando alguns benefícios do sono. Dá uma olhada:

beneficios-do-sono-dormir

Quanto você deve dormir é o seu organismo que vai dizer, mas se você se sente eternamente com sono, já é um indício de que as horas dormidas não têm sido suficientes. Aproveite que o final de semana está chegando pra começar a regular essas horinhas e bons sonhos!

A matéria do The Huffington Post sobre o segredo dos famosos estar em dormir bem está aqui.

Na hora do lanche: pipoca!

pipoca

Pipoca-ah! Ontem postei essa foto acima nas redes sociais e foi quase uma comoção – todo mundo gosta, né? Sabia que pipoca, além de ser uma coisinha gostosa pra danar, também é uma opção de lanche leve, saudável e que pode até deixar a pessoa com aparência mais jovem? Pois é, pode tirar a danadinha da sua lista de comidas-que-engordam. É um dos alimentos que tem menor quantidade de calorias!

Além disso, ela é rica em antioxidantes, tem fibras e dá energia ao organismo. Mas é bom ficar atento: não dá pra fazer mergulhada no óleo, encher de sal, manteiga, queijo ralado ou sei lá mais que outras coisas que vocês costumam colocar pra acompanhar, porque aí enche mesmo de calóricos. Aliás, sabia que, na verdade, nem precisa de óleo pra estourar? É o calor que faz issso – no microondas, por exemplo, se colocar o milho em um recipiente com um tiquinho só de água e de sal e cobrir com filme plástico com alguns furinhos e deixar alguns minutos, ele também vai estourar. Conheço gente que faz só colocar o milho e um tico de sal num saco de papel comum e leva ao microondas -nunca fiz assim, vocês já tentaram?

Os polifenois presentes na pipoca ajudam a combater o envelhecimento e até ajudam a retardar alguns tipos de doenças. melhora o sistema digestivo e até ajuda a perder peso – já que tem muitas fibras, poucas calorias e ajuda a saciar a fome.

Então é isso: ~pipoca na panela, começa a arrebentar ~ (esta, os mais novinhos não vão sacar rs).

Receita: Torta salgada com massa de grão de bico

torta salgada com massa de grão de bico

Tenho aproveitado minhas férias (vão até dia 14, portanto podem me convidar pra passear, viajar, me divertir rs) para, entre outras coisas, cuidar da saúde. Depois escrevo um post mais detalhado, mas estou tentando seguir (com uma escapadinha ou outra, rara) uma alimentação cheia de restrições, uma dieta, por causa de uma gastrite bem braba. Entre outras coisas, a minha médica gastroenterologista (ufa!) me disse pra tentar evitar trigo branco, desses comuns.

Ainda escorrego e como, vez perdida, um pãozinho francês, por exemplo, mas aproveitei as restrições pra conhecer alguns ingredientes autorizados que tinha vontade de experimenta, como a farinha de grão de bico. O grão de bico em si é uma coisa que já gosto bastante, mas como estava afim de fazer uma torta salgada há dias, queria usar farinha de trigo e já tinha visto farinha de grão de bico lá no Empório Vegetal, resolvi comprar e fazer a substituição.

Antes de dizer a receita, queria contar umas coisas boas sobre o grão de bico pra vocês: é rico em fibras, ajuda a controlar o nível de glicose, tem poucas calorias e, uma das coisa mais sensacionais: tem triptofano, que ajuda a produzir serotonina, que é aquela substância que dá uma sensação de bem-estar em alegria. Vê que coisa boa! Se sentir assim, vale lembrar, deixa a gente até mais jovem e disposto! Não são os únicos benefícios dessa leguminosa – faz aí uma busca no Google e vai achar vários outros benefícios.

Mas vamos a receita:

Não tem. Desculpa, gente, mas não tem uma receita certinha, com medidas e pronto. Apenas fui testando coisas e usando o que havia na geladeira mesmo. Mas vamos lá, relembrar:

  • Duas xícaras e mais um bocadinho de farinha de grão de bico
  • Uma xícara de água morna
  • Sal
  • Azeite

Misturei tudo até virar uma massa que não fique muito grudada nas mãos – então vai acertando o ponto aí. Depois untei e enfarinhei (com a farinha de grão de bico mesmo) uma forma de aro removível pequena e forrei com a massa de grão de bico. Aí fui colocando o que tinha:  um bocado de frango desfiado, rodelas de cebola, cenoura ralada, e duas colheres de sopa de um requeijão de soja sabor provolone (juro) que comprei. Mas, olha, pode ser requeijão comum, palmito, queijo, ovo cozido, atum…vê aí o que você tem pra colocar na torta e coloca. Temperei com sal e cúrcuma (por isso o recheio tá amarelinho). Misturei, coloquei por cima da massa e salpiquei noz moscada por cima. O pulo do gato foi cobrir o recheio com dois ovos batidos. Pronto, foi ao forno até que o palito que coloquei no meio saísse praticamente limpinho e a borda já estivesse firme, mas sem queimar.

Pronto, ficou bonita e uma delícia! Vai fazendo aí, do seu jeitinho, inventa algo e depois me conta. Bom apetite!

P.S. Tem muita gente que faz a massa cozinhando o grão de bico e passando ele no processador depois. Mas, como a massa existe, resolvi fazer de modo mais prático.

Alimentos Anti-idade

ALIMENTOS ANTIOXIDANTES

Sempre curti saber o “poder” escondido nos alimentos. Um que serve pra emagrecer, outro pra controlar a taxa de açúcar no sangue, aquele outro que dá mais energia – e por aí vai. Melhor que remédio, né? Então, do mesmo jeito, existem alimentos que têm a capacidade de “rejuvenescer” a gente, veja só! Fiz uma listinha de alguns:

01 – Castanhas e nozes – As tais “oleaginosas” são ótimas pro lanche, porqque um punhadinho já “engana” bem a fome. Elas têm zinco, selênio e magnésio. Amêndoas tem bastante vitamina E, que previne contra doenças do coração e é boa para os homens porque também é boa pra prevenir câncer de próstata. Se for castanha de caju também tem vitamina B1, ótima pra combater depressão e trazer humor – e tem algo mais rejuvenescedor que isso?

02 – Aveia – Dá energia e baixa o colesterol. Ela tem um negócio chamado “beta-glucana” que, creia!, estimula as células imunológicas da pele, ou seja, combate o envelhecimento, mantém o colágeno e a elasticidade!

03 – Abacate – Quem segue o Novos40 no Instagram já viu que eu ando meio “a loka do abacate”. É que na época da fruta e tenho encontrado cada abacate grandão, bonito e com preço bom pra vender na rua que acabo não resistindo.  Seja pra comer amassadinho com açúcar e leite em pó (o mais tradicional aqui) ou como guacamole ou, ainda, fazendo um “mousse de chocolate fake e saudável” (quem me segue no Instagram já viu), o bom é que abacate tem ácido oleico, que forma uma barreira na pele, evitando a sua desidratação (e consequente envelhecimento).

04 – Tomate (molho de) – Tomates são ricos em licopeno, que ajudam a evitar o câncer e mantém o coração saudável. Também tem manganês, vitamina C e tem ação anti-inflamatória, o que é ótimo pra manter a pele em bom estado. Uma coisa interessante é que tomates frescos são muito bons, mas tomates secos ou molho de tomate são ainda melhor, têm efeito potencializado. Delícia!

05 – Chá verde – Ok, não é essa gostosura toda, se for pra tomar puro, mas já existem algumas misturinhas ótimas pro sabor ficar melhor. E – quer saber? – experimenta tomar ele puro depois de algo excessivamente doce, fica bom que só! Chá verde acelera o metabolismo e por isso faz tanto sucesso, já que ajuda a emagrecer. Mas ele também é antioxidante, ou seja, ajuda a retardar o envelhecimento.

06 – Salmão – Tem vitaminas B6, B12, proteínas e vários outros componentes. Entre esses, também tem selênio, ômega 3 e vitamina A, todos ótimos pra visão e pro cabelo, além de vitamina C, que é altamente antioxidante, ou seja, retarda o envelhecimento (você sabe que a pele oxida, ou seja, envelhece). Só lembrando o que escrevi em outro post: a sardinha também é uma excelente escolha, caso não goste de salmão ou ache caro demais.

07 – Uvas – São ótimas fontes de energia, têm vitamina C e antioxidantes, ótimo pra pele, pode prevenir rugas e até aquelas manchas escuras da senilidade.  O grande lance das uvas (só das uvas pretas e vinho tinto, hein) está no resveratrol, que diminui níveis de gordura no sangue, melhora a circulação e pode até prolongar a vida das pessoas! Sim, é verdade aquilo que dizem que uma tacinha de vinho por dia pode fazer bem – pode ser suco integral.Um brinde, então!

E então, curtiu? Já dá pra transformar o cardápio em uma fonte da juventude!

Os benefícios da Sardinha (+ receita de boteco)

Imagem: Comida di Buteco

Imagem: Comida di Buteco

Uma coisa que sempre me fascinou  – a ponto de eu ter pensado em ser nutricionista, um dia – é ver o que certos alimentos podem fazer pela saúde e beleza das pessoas. Um alimento que muita gente nem imagina que pode fazer tão bem é a sardinha.

A gente fala tanto no ômega 3 do salmão, tão caro, que nem se liga que a sardinha, peixinho bem mais barato, fácil de encontrar e que rende boas receitas, também é fonte de muita coisa boa: proteína, cálcio, vitaminas A, C e do complexo B, selênio, ferro e magnésio. Bom para o cérebro, para o coração para reduzir pressão e colesterol e até para a beleza! Não é à toa que esse peixinho foi eleito como um dos 150 alimentos mais saudáveis do mundo.

Então eu fiquei bem feliz quando a organização do festival Comida Di Buteco me enviou uma receita maravilhosa, de Sardinha ao Molho de Tomate, do Bar Sem Nome, que fica no bairro do Janga, aqui pertinho do Recife. Vê que delícia:

Ingredientes
1 quilo de sardinhas frescas
1/2 quilo de tomates
1 xícara (chá) de azeite
1 cebola picada bem miudinha
Sal
Limão
Alho
Louro
Pimenta do reino a gosto

Modo de preparo
Limpe as sardinhas, tempere com limão, alho, louro, sal e pimenta-do-reino. Ponha azeite no fogo e frite a cebola picada; junte os tomates e, quando estiverem bem derretidos, passe numa peneira. Volte ao fogo com as sardinhas temperadas e deixe cozinhar durante 30 minutos em fogo brando.

Simples, né? É isso mesmo e por isso tão gostoso! Isso acompanhado de uma cervejinha fica uma coisa maravilhosa, viu? Me animei pra fazer o prato no final de semana – quis compartilhar a receita com vocês antes mesmo de fazer, que é pra dar tempo de vocês também prepararem. Mas, caso você não queira preparar, corre lá no Bar Sem Nome, que esse é o prato servido por ocasião do Comida Di Buteco e o festival já acaba neste final de semana! Aproveita! É isso – bom final de semana. ;)

Ioga: 50 benefícios

Voltei a praticar ioga, depois de um ano parada. Acho que é um bom exercício para quem, como eu, não é muito fã de academias. Como trabalha bastante a respiração, é uma boa prática também para a mente, além do físico – o que é ótimo para pessoas ansiosas. Não é um exercício aeróbico, portanto dificilmente perderá peso aí, mas se você já está pensando que é moleza, vou te dizer: faz uma boa série de Surya Namaskar e depois volta aqui pra me falar algo. Além disso, meu instrutor é um doce, mas pega pesado, viu?

Então eu encontrei esse infográfico abaixo, que mostra 50 benefícios da ioga. Dá uma olhada:

benefícios da ioga

Traduzindo:

  • Melhora a sensação de bem estar
  • Dá mais vitalidade e energia
  • Melhora a memória
  • Aguça a concentração
  • Incentiva a auto-aceitação
  • Aumenta a flexibilidade
  • Neutraliza Estresse
  • Alivia a depressão e ansiedade
  • Tonaliza e fortalece os músculos
  • Minimiza a tensão muscular
  • Regula o colesterol
  • Auxilia na perda de peso
  • Reverte o envelhecimento
  • Reduz a pressão arterial
  • Alivia a artrite
  • Corrige a postura
  • Diminui o ácido láctico
  • Faz aumentar seu foco e concentração
  • Revigora o metabolismo
  • Melhora a digestão
  • Aumenta a capacidade pulmonar
  • Melhora a função Sexual
  • Diminui dores em geral
  • Trata de dores nas costas
  • Melhora a diabetes
  • Melhora o equilíbrio
  • Neutraliza a osteoporose
  • Protege contra doenças cardiológicas
  • Potencializa o cérebro
  • Expande a consciência
  • Deixa a circulação mais ativa
  • Faz diminuir as dores de cabeça
  • Alivia a asma
  • É desintoxicante
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Melhora a coordenação motora
  • Fortalece a aprendizagem
  • Melhora resistência
  • Promove o sono sadio
  • Acelera a cura
  • Fortalece o sangue
  • Reduz a celulite
  • Combate a gripe
  • Combate a ansiedade
  • Acalma a tensão pré menstrual
  • Tonifica a pele
  • Estimula a produtividade
  • Aumenta a motivação
  • Faz ter mais pensamentos positivos
  • Alimenta a alma

Olha, se a ioga é capaz de fazer tudo isso eu realmente não sei, apenas torço que sim. Sei que alguns benefícios são sentidos logo depois da aula, outros perceberei depois de alguns meses e ainda há aqueles que só sentirei ao longo de anos, se continuar praticando. Mas só de me tirar do sedentarismo e me dedicar uma hora por dia, duas vezes na semana, apenas a algo que pode ser bom para o corpo e a mente, já é um bom negócio, concordam?

Então é isso. Namastê.

 

Jaca é a fruta da vez

jaca jackfruit jack fruit fruta

A jaca está longe de ser uma unanimidade. Há os que adoram (eu!) e quem odeie (muitos). Tudo porque a danada tem um cheiro fortíssimo, aparência estranha, é pesada (dificilmente você comprará uma na rua e levará na bolsa a caminho do trabalho, por exemplo) e ainda tem uma gosma grudenta, difícil de tirar da mão.

Mas não é que essa  fruta vem sendo bastante observada nos Estados Unidos? Foi o que li no Business Insider esses dias. A primeira questão sobre a jaca é sobre os benefícios sociais: por seu plantio ser de baixo custo, pelo aproveitamento total que se pode ter dela (“carne” e semente para alimentação, casca para fazer tintura e caule para madeireiras, por exemplo)  e por seus nutrientes, pode ser uma boa solução para populações de países em crise.

Mas descobrir que a jaca, lá fora conhecida como jack fruit, é bem saudável é um passo pra imaginar que já, já o povo todo pode ter a frutona como um prato do dia a dia. Dá uma olhada:

  • Tem vitaminas C e A (esta é boa para os olhos)
  • Possui antioxidantes – bom pra pele, visão e pra aumentar a imunidade. Ajuda a retardar o processo de envelhecimento do corpo.
  • Além dos antioxidantes também tem flavonoides e fitonutrientes. Juntos,, podem proteger o corpo contra o câncer.
  • Tem alto nível de potássio, que pode ajudar a baixar a pressão
  • Possui muitas fibras, que ajudam no processo de digestão
  • Jaca tem cálcio, que é bom para os ossos
  • As sementes (experimente comê-las cozidas, como se fossem amedoim) tem cálcio, potássio, proteína e ferro.

Alguma dúvida de que já, já vamos encontrar produtos à base de jaca nas lojas de produtos naturais? Aqui pelo Recife é bem comum encontrar gente vendendo já os gomos da jaca separados, em um saquinho, com um palito pra comer – isso facilita bastante. O sabor é super docinho, bem gostoso. Tenho amigos que fazem “carne de jaca”, que nunca experimentei e no site do Business Insider vi que tem quem asse na churrasqueira, faça molhos e outras variações que fiquei doida para experimentar. Mas se não quiser nada complicado e aí onde você mora também é fácil encontrar essa fruta na feira ou nas ruas, se antecipe à tendência e a consuma in natura mesmo, que faz muito bem!

Para saber mais, olha a matéria (em inglês) do Business Insider e essa outra no site Mundo Boa Forma.