A partir dos 40 anos temos maior amplitude intelectual

Há quem pense que quanto mais idade temos, mais ladeira abaixo vamos. Não é bem assim! Um problema aqui, outro acolá, igual a qualquer fase da vida, mas também temos nossas vitórias. Olha aqui uma delas! O neurocientista, filósofo, neuropsicólogo e psicanalista Fabiano de Abreu afirma que, baseado em dados científicos, aos que chegaram ou ultrapassaram os quarenta anos de idade a amplitude intelectual é maior. 

Ele diz que que o envelhecimento humano depende de vários fatores internos e externos, sobre os quais podemos ter algum poder:

“O envelhecimento humano está sujeito a influências intrínsecas, como a constituição genética individual responsável pela longevidade máxima e os fatores extrínsecos condizentes às exposições ambientais que o indivíduo sofreu (dieta, sedentarismo, poluição, entre outros). A partir dos 40 anos de idade temos o que chamamos de contagem regressiva, quando nossos neurônios começam a morrer e temos o degeneração natural do envelhecimento com a atrofia dos hemisférios cerebrais entre muitos outros fatores. Na juventude estamos formando neurônios e fortalecendo sinapses (impulso nervoso), mas num processo natural de conhecimento, não temos o fator crucial para um intelecto pleno, com o cognitivo desenvolvido para termos uma melhor interação social, aprendizagem e com todas as nuances necessárias para um melhor bem estar”.

Não desanima ainda, gente! O neurocientista também que o auge do saber do ser humano se dá a partir dos 40 anos. “Após os 40 anos temos o que é denominado de Inteligência cristalizada; que está relacionada ao conhecimento que vem da aprendizagem anterior e experiências passadas que resultam em uma melhor compreensão de leitura e vocabulário”. Fatores como maior autocrítica, mais cuidado com o que faz no dia a dia (não se arriscar tanto, por exemplo), experiências já vividas e vocabulário mais rico contribuem para uma maior amplitude intelectual a partir do momento que chegamos à casa dos 40. É isso aí: mais maduros, mais sábios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *