Experimentando o Zenfone 3

O celulares Zenfone não são exatamente uma novidade aqui no blog, mas queria compartilhar com vocês uma coisa bacana: passei duas semanas testando o Zenfone3 e só tenho algo a dizer…que celular FANTÁSTICO, meus amigos! Aliás, uma coisa bacana da Asus é eles enviarem aparelhos para review não só para sites e blogs de Tecnologia, mas também para quem fala ao público geral, comum, como aqui no Novos40.

O aparelho é lindo, de bordas arredondadas e todo revestido em vidro – na verdade Gorilla Glass, o que me deu um pouco mais de segurança. Já que sou um pouco desastrada confesso que fiquei meio receosa de que o aparelho escorregasse da minha mão e quebrasse, mas ele ser feito de um material super resistente me aliviou um bocado. Além disso, ele tem uma “pegada” boa, sabe? Fácil de “abarcar” na mão (já usei um Zenfone 6, que é maravilhoso pra ler na tela, mas é gigantesco em minha mão rs), bem confortável, ergonômico.

Na parte de trás do aparelho, além da câmera (pouco saliente, se comparada a outros aparelhos), tem o leitor de digital – acho genial ele ser atrás, não vejo muito sentido ser na frente (aliás, ele serve pra desbloquear celular, usar a câmera e atender chamadas). Na frente, obviamente, a tela, super-nítida. Pra mim, que já passei por cirurgia de catarata, isso é algo maravilhoso! A bateria dura super (e olha que eu uso bastante, o dia inteiro, o celular) e a capacidade de armazenamento também é bastante boa.

Geraldo Azevedo na Caixa de Natal #zenfone3

Um vídeo publicado por Claudia Giane (@claudiagiane) em

Aliás, falando em armazenamento, um dos destaques do Zenfone 3 vai para quem curte fotografar. A câmera tem estabilizador ótico (obrigada, sou uma pessoa que treme, naturalmente) e, para quem entende melhor do riscado, tem modo manual, além do automático de sempre. Quem acompanhou meu Instagram  (abaixo e acima) enquanto eu estava com o aparelho pôde perceber a qualidade.

#Natal #christmas #cores #color #zenfone3

Uma foto publicada por Claudia Giane (@claudiagiane) em

Pra não dizer que não tem nada que não tenha curtido, achei uma pena que o carregador não fosse o mesmo do Zenfone 2 e, consequentemente, do meu Zenpower. Tive medo, por conta do material todo em vidro, de o aparelho cair da minha mão – coisa que não aconteceu, por ser bem anatômico, como disse, mas foi só. De resto, gostei bastante e fiquei com dó em ter que devolver, confesso.

Então é isso. Esse não é um blog de Tecnologia, é de pessoa comum pra pessoas comuns, então a impressão é essa: curti deveras e recomendo. Inclusive #quero!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *