A Ciência e os “atletas coroas” das Olimpíadas

Na semana passada fiz um post bacana aqui no blog, sobre os atletas de mais de 40 anos de idade nas Olimpíadas. Aí ontem saiu uma matéria muito legal, no Fantástico, também sobre esses atletas “coroas”, com foco no uso da ciência para que o fôlego e explosão muscular permaneçam, mesmo com o passar dos anos.

Biomecânica para identificar e corrigir desequilíbrios, remédios que evitam o endurecimento de fibras e até terapia genética, com o uso de células-tronco para que seja possível prolongar a vida como atleta já são realidades. Inicialmente esses trabalhos são voltados a atletas de alta performance, mas que podem servir a nós, simples mortais, também. Eu acho tudo isso muito interessante, porque, mesmo não sendo atleta, espero que, se tiver uma vida longa, que ela continue sendo saudável e independente. O que vocês acham disso?

A matéria completa do Fantástico está aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *